Moda

Color blocking: como usar e ousar com a tendência do momento

18 maio 2022 • por Nina Kauffmann • 0 Comentários

Entenda o que é e como usar o color block sem medo

Color blocking (ato de usar blocos de cor) ou color block (bloco de cor) é uma tendência de moda que consiste em misturar cores vibrantes e chamativas em um mesmo look.
O estilo debutou nas passarelas em 1965, no desfile de Outono/Inverno da Yves Saint Laurent. O designer (de mesmo nome da casa de luxo) se inspirou nas obras do pintor holandês Piet Mondrian, reproduzindo os blocos ousados de azul, vermelho, amarelo e linhas pretas bem acentuadas em suas roupas.

A mentalidade pós-guerra dos anos 60 e 70 fez com que as pessoas procurassem por novos rumos, incluindo na moda. Essas décadas, portanto, foram marcadas por novos meios de expressão e experimentação, motivados por um sentimento crescente de revolução e mudanças nos padrões sociais.

Enquanto o color blocking dos anos 60 seguia sua forma “mais tradicional”, com cores sólidas e intensas apresentadas pela YSL, a década de 70 incorporou algumas estampas e padrões à mistura. Essa nova visão do estilo foi bastante aderida pelos membros do movimento hippie, por exemplo.

Nos anos seguintes, o color blocking foi muito sustentado pelo cenário musical. O color block neon, por exemplo, é muito associado à música disco dos anos 1980. Nos anos 1990, a cultura hip hop estourou de vez nas rádios, na TV e na indústria da moda.

Hoje, por mais que o color blocking seja muito associado aos termos “retrô” ou “vintage”, esse é um estilo atemporal e que se sustenta de acordo com cada época.

Círculo cromático

Usar o círculo cromático é uma boa forma de montar looks com color block.

O diagrama criado por Isaac Newton apresenta a relação entre as cores. A roda tem sete cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.

Com essa representação visual, fica mais fácil escolher os estilos e combinações:

  • Complementares: duas cores de lados opostos do círculo, como vermelho e azul ou verde e rosa
  • Análogas: cores que estejam próximas, como laranja com amarelo ou azul com roxo
  • Monocromáticas: variação de tonalidades de uma mesma cor

Mas é claro que não é preciso se prender a essas regras. O importante é deixar a criatividade fluir e se sentir bem com a própria imagem.

Como adotar o color blocking

Tudo indica que, atualmente, o color blocking nunca esteve tão forte desde seus dias de glória nos anos 60 e 70.

Nas semanas de moda de Outono/Inverno do começo deste ano, a trend apareceu várias vezes nos desfiles de diversas marcas, provando que usar apenas roupas escuras para os dias mais frios é coisa do passado.

A dica é usar sapatos e acessórios que façam parte do esquema de cores ou em tons mais neutros – como branco e preto –, o que traz mais equilíbrio ao visual. 

Calça e blazer

Quando a temperatura está mais gelada, vale um set infalível de calça e blazer. Além de deixar qualquer um aconchegante – mas que também serve para climas mais quentes –, é uma ótima maneira de brincar com os blocos de cores.

Um bom exemplo é esse look da Versace usado por Naomi Campbell na Semana de Moda de Milão em 2021. O top laranja vivo criou a combinação perfeita com o blazer e calça bubblegum pink.

Completando com sandálias e bolsa brancas, brinco de argola ou ear cuff  – itens um pouco mais modestos –, criou-se o visual perfeito.

E que tal esse look de blazer laranja e calça verde super divertido? Com cropped tomara que caia branco, colar em corrente em um tom mais claro de verde e uma bolsa amarela, é o visual ideal para quem não tem medo de ousar.

Vestidos

Usar vestidos com color block facilitam a vida, já que não é necessário pensar nas combinações das peças. Basta escolher o modelo que mais agrada.

A Halpern chamou atenção na Semana de Moda de Londres de 2022 ao exibir luxuosos vestidos com blocos laranja e magenta, franjas, camadas de tule e alfaiataria coberta de paetês no corpo de bailarinos do Royal Ballet e Birmingham Royal Ballet.

Quem presenciou o show ficou encantado com as performances incríveis dos bailarinos que fizeram tecidos coloridos voarem pelos ares.

Para algo um pouco mais discreto, é interessante apostar em modelos de cores mais suaves, como esse vestido vintage da Saint Laurent dos anos 1970.

Por mais que os tons ainda sejam fortes, têm uma saturação mais leve que a peça anterior. O lilás, laranja, rosa e amarelo se complementam de maneira delicada e hiperfeminina.

Monocromáticos

Os looks monocromáticos podem ser vistos como a parte mais sóbria do color blocking, já que não misturam tons diferentes. De qualquer forma, isso não elimina a ousadia e confiança que alguém precisa ter para usar uma única cor da cabeça aos pés.

Esse estilo funciona para tudo: calças, vestidos, blazers, casacos, jaquetas, camisetas, shorts, saias, sapatos… A graça fica por conta da modelagem das peças e, é claro, pela escolha das cores. 

O vestido verde-abacate da coleção de Primavera 2022 da Emilia Wickstead, junto aos sapatos mullets da mesma cor, é simples, mas não menos poderoso. Ótimo look para um almoço em família ou com as amigas.

Ainda na última coleção de Emilia Wickstead, o macacão cor-de-rosa com um corte wide-leg é uma peça sem complicações, mas muito chamativa.

Para algo mais fechado e descolado, esse look da  atriz Yara Shahidi é a definição perfeita de “esporte chic”. Ela usou um conjunto burgundy (ou bordô) da coleção Ivy Park x Adidas, assinado pela cantora Beyoncé.

A calça wide-leg e camisa fechada até o pescoço combinaram perfeitamente com o scarpin nude e os brincos dourados.

Comente Aqui

Posts Anterior
Próximo Post