Viagem

Em edição com capa dupla, Casa Vogue apresenta uma incursão pelo verão de Trancoso e destaques do Casa Vogue Experience

16 dez 2020 • por Nina Kauffmann • 0 Comentários

Seguindo a tendência das grandes publicações europeias, a revista Casa Vogue unificou os meses de dezembro e janeiro e presenteia os leitores com uma edição com capa dupla, que chega às bancas na última quinzena de 2020. No lado A, um especial revela a expedição que a equipe da revista realizou no Sul da Bahia com o projeto Casa Vogue na Estrada, uma roadtrip que desbravou Trancoso, o povoado que foi o xodó da comunidade hippie nos anos 1970, promovendo um intercâmbio criativo entre artesãos locais com artistas e designers de diversas partes do Brasil. O lado B dedica 16 páginas à 6ª edição do Casa Vogue Experience, maior evento anual da revista que materializa no conteúdo da publicação o resultado de uma casa decorada by Casa Vogue que sediou palestras, talks e workshops sobre o universo do morar. 

Em sua sexta edição, o Casa Vogue Experience ganhou este ano sua primeira versão online. Principal evento anual da revista, o Casa Vogue Experience 2020 proporcionou um passeio pelos anos 1950, expressado no décor e nas tendências de design e cores. Além dos belos interiores, a casa no Jardim Europa, em São Paulo, a mostra contemplou rica programação de talks, palestras e workshops com expoentes da arquitetura e da decoração, transmitidos ao vivo para o público através das redes sociais e do site da revista. A extensa reportagem da edição de dezembro e janeiro revela os pormenores das escolhas de Adriana Frattini, Diretora de Estilo da Casa Vogue, que assina o projeto da decoração e vestiu o imóvel, de cerca de 70 anos, de novos tons e estampas que conferiram aos eventos um colorido especial. 

Quando você diz que vai a Trancoso, é comum ouvir sobre as belezas do Quadrado: a igrejinha, as fachadas coloridas e a energia única do espaço parecem superar a natureza. Pois é ali mesmo, nesse grande gramado rodeado por construções coloniais preservadas, o chamado centro histórico, que tudo acontece e a comunidade se reúne para suas festividades. Nesse cenário, refrescado pela brisa inigualável da Bahia, foi dada a largada para a segunda edição do Casa Vogue na Estrada. A revista conectou designers forasteiros a artistas e artesãos locais para uma intensa troca de experiências, o resultado dessa imersão, que contou com a designer têxtil Ana VazCynthia Massote e Mariana Hardy, do estúdio Hardy Design, Liliane Rebehy, diretora criativa da Coven, a ceramista Paula Juchem, os artistas Hugo FrançaLaila AssefNaná Lavander e Valquito Lima, o pintor Damião Vieira e os artesãos PilaEvandroZé da Cerâmica e Tukunã, além de Wilbert Das, ex Diretor criativo da Diesel e Peter Kempkens, poderá ser conferido em 2021. 

A seção Persona da edição também está ambientada em Trancoso e celebra artesãos locais que seja tecendo, pintando ou moldando levam adiante as tradições regionais. Evandro Duarte é tecelão há mais de 20 anos e há cinco comanda os teares do ateliê do Uxua Casa Hotel & Spa e desenvolve peças exclusivas para o complexo hoteleiro. Damião Vieira faz da paisagem baiana a inspiração para desenvolver suas pinturas, o ex pescador e garçom encontrou na arte seu refúgio e há mais de 30 anos, pinta as bandeiras de São Sebastião e de São Brás nas festas homônimas que ocorrem em janeiro e fevereiro e são consideradas patrimônio imaterial da vila. Jó e Zé da Cerâmica, como são conhecidos Josevaldo Santana e José de Almeida, iniciaram sua relação com o barro ainda crianças quando observavam os pais fazendo panelas e telhas. Atualmente suas luminárias são referência na cidade estão presentes na decoração dos hotéis da região. Valquito Lima é neto de Licínio Alves, grande mestre da arte folclórica, ele assumiu o compromisso de colorir os mastros sagrados e manter viva essa tradição no vilarejo. Como uma espécie de amuleto, eles são trocados anualmente durante as celebrações de São Sebastião e de São Brás (e exibem no topo as bandeiras de Damião). Israel de Jesus Filho teve 16 filhos, mas só Luiz Carlos Barreto de Jesus seguiu seus passos na cestaria. “Não quero deixar o legado dele acabar”, conta. Conhecida como Rael e Pila, a dupla mantém uma loja na vila desde 1980. Tukuña é indígena da etnia Pataxó, que marca forte presença na região, e aprendeu a pintura tradicional quando criança, assistindo os parentes e amigos praticarem a arte ancestral elaborada com a tinta do jenipapo. Hoje, junto com o primo Tapurumã, aplica motivos tribais em almofadas, mantas, roupas, quadros e outros objetos. 

“Nada se perde, tudo se transforma” é o mantra que norteia o trabalho de artistas e designers vindos de outras partes do país, que foram impactados pela natureza da região de Porto Seguro (BA), e hoje a chamam de lar. Em reportagem especial, a revista revela o trabalho do gaúcho Hugo França, da mineira Laila Assef e da paulistana Naná Lavanderque por meio do reaproveitamento de materiais perseguem a preservação do meio ambiente e a conscientização sobre o descarte transformando em arte o que seria jogado fora. 

A seção Casas da revista apresenta três refúgios que se deleitam das paisagens naturais do Sul da Bahia e foram projetados por estrelados arquitetos. A primeira delas, que dá capa à edição, é uma casa espraiada entre o oceano azul-turquesa e um maciço verdejante de Trancoso. O imóvel que pertence ao estilista Serge Cajfinger, criador da marca francesa Paule Ka, foi projetado por Marcio Kogan e a equipe do Studio MK27 e enfatiza a vivência da natureza com materiais naturais harmonicamente acompanhados por cerâmicas, telas, esculturas e um mobiliário dos anos 1950 e 1960. 

Em seguida a edição apresenta uma casa de veraneio projetada por Nadia Kulesis Allegretti, do estúdio Or+k, em parceria com o arquiteto Gutemberg Siso. Tons crus e terrosos predominam no décor e na arquitetura, pontos de cor vêm da flora tropical, cujo verde invade a residência. 

Para finalizar essa viagem pela Bahia, a edição apresenta a Casa do Lago do designer Wilbert Das, idealizador do Uxua Casa Hotel & Spa, em Trancoso, eleito pelo segundo ano consecutivo o melhor resort da América do Sul pelo Reader’s Choice Awards da Condé Nast Traveller. O sobrado sob as sombras dançantes do paisagismo que remete a uma floresta é adornado por um lago ornamental com vegetação aquática e diferentes espécies de peixes. 

Créditos Fernando Guerra

Comente Aqui

Posts Anterior
Próximo Post