Moda

Dresscode de home office: como trabalhar com estilo e conforto

19 ago 2020 • por Nina Kauffmann • 0 Comentários
Por conta da quarentena e do home office, ambos consequentes da pandemia, algumas roupas foram aposentadas. Mas apesar da tentação de passar o dia, ou melhor, dias, de pijama, o ato de se vestir apropriadamente para trabalhar pode causar uma sensação de rotina restabelecida, bem como impactar na melhora da produtividade. Engana-se quem pensa que é preciso de muito para aparecer estiloso nas reuniões por vídeo chamada, afinal, o conforto também não é deixado de lado. Para ajudar com as dúvidas, a Beatriz Filleti, personal stylist cadastrada no GetNinjas, selecionou algumas dicas de como compor o look para o trabalho remoto.
Conjuntos: 
Pode-se dizer que os conjuntos são um “upgrade” dos pijamas, sendo confortáveis, práticos e estilosos. Compostos por uma camisa (de manga curta ou longa) e calça do mesmo tecido ou padronagem, os conjuntos permitem que as pessoas brinquem com as possibilidades de combinações, já que é possível usar as peças juntas ou separadas. Além disso, tais peças surgiram paralelamente com o advento do homewear, tendência que propõe a criação de roupas nas quais as pessoas possam ficar confortáveis e estilosas em casa. 

Acessórios: 
“Os acessórios tem um poder muito empoderador, principalmente agora”, comenta Beatriz. Segundo a profissional, como as pessoas não estão investindo tanto tempo em looks elaborados, um acessório já pode trazer um toque de personalidade ou e elegância à pessoa. Ao falar sobre os acessórios coringas para o home office, a personal stylist cita os max acessórios: “Por exemplo, se você colocar um brincão colorido com uma blusa mais simples e passar um batom, não é preciso mais nada pra uma reunião online, não é mesmo?” 

Calçados: 
No trabalho remoto, os pés ficam escondidinhos debaixo da mesa e dificilmente aparecerão nas reuniões online. Sendo assim, não há a obrigatoriedade de tirar os saltos altos de dentro da sapateira; muito pelo contrário, é possível abrir espaço para calçados mais baixos. Alguns modelos que valem ser citados são: mules, tamancos, mocassins, sapatilhas e tênis. Na verdade, dependendo do clima, o colaborador pode usar até mesmo chinelos e rasteirinhas. 

Cores: 
“As cores que usamos falam muito sobre nós, pois cada cor passa uma mensagem e isso pode ser usado em nosso favor em reuniões. A cor azul claro é interessante já que transmite tranquilidade e pode ajudar as pessoas a focarem no que é dito. Já as cores vibrantes, como o amarelo e laranja, podem incomodar a visão depois de muitas horas em uma videochamada. Nessa mesma linha de pensamento, um batom vermelho intenso atrairá atenção para boca e não para o que é falado em si”, explica Beatriz. 

O que evitar: 
Segundo Beatriz, há algumas peças que podem ser evitadas por uma questão de conforto. O ideal é evitar calças muito justas, como calça jeans (principalmente as sem elastano) que podem prejudicar a circulação sanguínea e causar varizes. 
Comente Aqui

Posts Anterior
Próximo Post