Cultura

“Um novo olhar para a dança” é o tema da Campanha #AulaEmCasa do Theatro Municipal RJ

18 dez 2020 • por Nina Kauffmann • 0 Comentários

Na próxima segunda, dia 21 de dezembro, com o Patrocínio Ouro Vale e Petrobras, a Campanha #AulaEmCasa vai apresentar quatro nomes da dança no país: Carlos Laerte, Igor Corrêa, Jorge Teixeira e Patrícia Miranda. Eles vão abordar a nova experiência do trabalho on- line na dança, desde as aulas, os ensaios, as criações, as dificuldades e os resultados.A live “Um novo olhar para a dança” começa às 14h, no Facebook (https://www.facebook.com/theatro.municipal.3). Amplie o seu conhecimento assistindo a Campanha #AulaEmCasa.

Foto: Carolina Liaño  

Sobre Carlos Laerte

Carlos Laerte é diretor, coreógrafo e cineasta. Atua há 20 anos no mercado artístico cultural.Iniciou seus estudos em Dança no Rio de Janeiro, onde trabalhou com Deborah Colker e concluiu sua formação em Nova York, quando foi bolsista da Harlem School of Art. É bacharel em Cinema, com especialização em documentário pela AIC-Academia Internacional de Cinema. Criou a Laso Cia de Dança Contemporânea, como coreógrafo possui 14 obras em seu repertório recebendo premiações e críticas importantes no segmento de dança/teatro.Coreografou para algumas cias, recentemente para a Curitiba Cia de Dança.

Diretor Geral e Artístico da Academia das Artes, onde coordena um plano de formação em Dança. Criador do projeto social Casa das Artes, fomentando eprojetando jovens talentosos. Recebeu uma Moção de Congratulação e Aplausos pela importância da cultura e do seu trabalho, aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa. Leciona, coreografa e ministra oficinas de dança contemporânea por todo território nacional e internacional, como o Center Nacional de La Danse de Paris, O Lugar a Dança de Portugal, Festival Move Berlim, Alemanha e Festival de dança de Joinville, Santa Catarina, onde também atua como jurado.

Foto: Mariana Moraes 

Sobre Igor Corrêa

Igor Corrêa é proprietário da VERUS Films, roteirista, diretor, editor, ator e bailarino, retorna ao país após 20 anos em NY para finalizar o curta “Daily Dose”, vencedor de 5 prêmios, incluindo de melhor diretor debutante no NY Film Festival, além de 13 indicações em festivais internacionais.  Créditos recentes: Série “À Margem” com o ballet do TMRJ, “Cheio” (vídeo dança) selecionado para o Dança em Foco, Film Fest by Rogue Dance e mostra Fresta 2020, “OV(O)O” (Instalação teatro/dança) direção e roteiro na obra de Mariana Moraes para ArtRio 2018 e atua no musical “Homo Tapiens”  2020 com a OBS de Stella Antunes e Tim Rescala. Créditos como ator no exterior: “Elysium” de Gail Miller – Chernuchin Theatre NYC & Dublin Gay Theatre Festival IR, “A Chorus Line” Laurie Castaldo – New Rochelle, “Penumbra” de Rafael Quiles – The Underground Theatre NYC. E sapateando com Cia Ritimico de Cintia Chameki e VATÁ de Valéria Pinheiro em NY nos palcos: Lincoln Center Out of Doors, Town Hall, The Duke Theater, Beacon Theatre, La MaMa Etc, Symphony Space e o festival de dança Jacobs Pillows – MA

Foto: Igor Corrêa Art

Sobre Jorge Teixeira

(Maitre do BTM/Diretor Artístico da Cia BEMO)
Nascido na cidade do Rio de Janeiro, formou-se em Educação Artística pela Faculdade de Formação Profissional Integrada e em Música pela Escola de Música Villa-Lobos. Completando 33 anos dedicados a dança, e 17 desses anos a frente da Cia. Brasileira de Ballet. Neste período produziu, dirigiu, e assinou diversas montagens completas, de ballet clássico de repertório, dentre elas: “Don Quixote”, “Giselle”, “O Lago dos Cisnes”, “A Flauta Mágica”, “O Quebra Nozes”, “Noite de Walpurgis” e “Paquita – Gran Pas Classic”. Assinou e dirigiu ainda varias outras grandes produções compostas por trechos de ballet de repertório, ballet clássico e criações neo-clássicas/contemporâneas.  Sob sua direção a CBB, passou por nove estados do país e mais de 40 cidades brasileiras, a Cia. também brilhou em palcos internacionais, quando se apresentou na Argentina, México, Colômbia, Estados Unidos, Suíça, China e Mônaco.  No ano de 2010, Jorge Texeira, dirigiu e assinou a montagem completa do ballet “Don Quixote”, numa coprodução ao Cuban Classical Ballet of Miami, apresentando-se no The Fillmoreatthe Jackie Gleason Theatre, Miami, em 2012, leva a CBB, a representar o Brasil no “karmiel Dance Festival” em Israel, seguindo em tournée por sete cidades daquele país. Na Colômbia, apresentou sua versão completa do Ballet “O Quebra Nozes”, na cidade de Medellín, em 2012, e “O Lago dos Cisnes”, em Villavicêncio, em 2013. Desde 2000, tem atuado como professor convidado de diversas companhias profissionais, dentre elas: Ballet do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Cia de Dança Deborah Colker, Ballet Tatiana Leskova, Cia. de Dança da Cidade de Niterói, nesta atuou como coordenador e diretor dos espetáculos da companhia, nos anos de 2014 e 2015 atuou atuado como professor/ensaiador da companhia Ballet Nacional Dell Sódre, Montevideo – Uruguai.   A partir de 2007, passou a assinar como coreógrafo a Comissão de Frente de Escolas de Samba do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro.Atualmente, atua como profesor da EEDMO, Diretor Artístico da Cia BEMO, e Maitre do Ballet do Theatro Municipal do RJ.

Foto: Hernesto Ulacia

Sobre Patrícia Miranda

Coreógrafa, bailarina, professora, especialista em Ensino de Dança pela Universidade Federal do Espírito Santo e diretora artística do Balé da Ilha Escola de Dança. 

Formada pelo Conservatório de Dança (ES), Balé da Ilha Escola de Dança  (ES) ,Palucca Hochschule Für Tanz (Alemanha ) e intercâmbio cultural com a Escuela Nacional de Arte (Cuba). Atuou como professora em importantes escolas de formação em dança no Espírito Santo e como bailarina participou da Cia de Dança Mitzi Marzutti, Duo Cia de Dança, Balé da Ilha Cia de Dança e ao lado do coreógrafo e bailarino Marcos Pitanga desenvolveu um trabalho em Dança Teatro onde representou o Espírito Santo no livro “Cartografia da Dança” – Criadores -Intérpretes Brasileiros. Coreógrafa atuante em projetos profissionais e em Festivais de Dança Nacionais e Internacionais. Faz parte da formação de bailarinos que compõe o cenário artístico local e no exterior, consciente da importância do seu trabalho para o fortalecimento da cultura do Estado do Espírito Santo  .

Seu mais recente trabalho foi a Direção de Movimento na Série “ À Margem ‘, em comemoração aos 111 anos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Campanha #AulaEmCasa com Carlos Laerte, Igor Corrêa, Jorge Teixeira e Patrícia Miranda em “Um novo olhar para a dança”                    

Data: 21 de dezembro – segunda-feira

Aula/ Live às 14h

Facebook: https://www.facebook.com/theatro.municipal.3

Patrocínio Ouro @valenobrasil e @petrobras

Comente Aqui

Posts Anterior
Próximo Post