Cultura

Ballet Paraisópolis e Balé da Cidade de SP se apresentam no Theatro Municipal – 07, 08 e 09/02.

04 fev 2020 • por Nina Kauffmann • 0 Comentários

Propondo uma relação entre os corpos, suas vivências e histórias, e os livros de uma biblioteca, o Balé da Cidade de São Paulo retoma o espetáculo A Biblioteca de Babel, que estreou em junho de 2019. Baseado no conto homônimo de Jorge Luis Borges, a obra tem ideia e o conceito geral de Ismael Ivo e Marcel Kaskeline, e coreografia de Ismael Ivo. Cada corpo é único, mas é sempre no diálogo e na relação com os outros que acontece a evolução. Para abrir a noite, a Escola de Dança de São Paulo apresenta o prólogo Como um Sopro, de Christiana Sarasidou. E numa ação de integração, nos dias 7, 8 e 9, o Ballet Paraisópolis executará trechos de coreografias próprias antes das apresentações de Babel. Além disso, em todas as datas, atores da SP Escola de Teatro se revezarão na leitura de trechos do conto A Biblioteca de Babel, de Borges. Essas intervenções artísticas acontecem no Saguão do Municipal.

Theatro Municipal de São Paulo – Sala de Espetáculos

A BIBLIOTECA DE BABEL

Balé da Cidade de São Paulo

Ismael Ivo e Marcel Kaskeline, ideia e conceito

Ismael Ivo, coreografia

Marcel Kaskeline, cenografia

Gabriele Frauendorf, figurinos

Marco Policastro, desenho de luz

Valentina Schisa e Elisabetta Violante, assistentes de coreografia

Duração aproximada: 70 minutos

Indicação etária: 14 anos

Ingressos: R$ 60 / R$ 30 / R$ 12 (vendas a partir de 13/01, às 12h)

Correografias do Ballet Paraísopolis

07/02 (SEXTA)

Horário da apresentação: 19h30

  1. Coreografia: Cantuá

Release: Quando a vulnerabilidade é força, quando se precisa amadurecer cedo. Quando não se tem tempo, e ainda assim é preciso ajudar as suas semelhantes. Cantuá é um belo segredo.

Cantuá

08/02 (SÁBADO)

Horário da apresentação: 19h30

  1. Nome da Coreografia: LAC

Release: A coreografia simboliza o peso e a pressão impostos pela sociedade sobre a escolha de se tornar bailarino.

Lac

09/02 (DOMINGO)

Horário da apresentação: 17h30

  1. Coreografia: Tão Próximo

Release: O próximo passo é se tornar um homem? O que isso significa no século vinte e um? Tem um tanto de ego nisso tudo, um ego que tenta se apegar no que dizem que devemos ser, e como tentar adivinhar o que devemos ser.

Tão Próximo



2. Libertar-se

Release: O estado sensitivo que se liberta pelo movimento e potencializa a manifestação do ser.

Libertar-se

Comente Aqui
Posts Anterior
Próximo Post