• Camisa social repaginada Por Layla da Fonseca

    Mais um ano finalizando e tem tendência que chegou e a gente não abandonou, né!? Me lembro como se fosse hoje da NYFW que trouxe a clássica camisa social super...

    Leia mais

  • Projeto reúne mulheres badaladas na capital paulista em prol de ONG.

    O Projeto Eu+SET criado por Priscila Bentes – CEO do Circuito Elegante, e que reúne um time de mulheres influenciadoras do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, trazendo...

    Leia mais

  • Bruno Astuto comemora o “Planeta Ela” na varanda do Copacabana Palace

    Capitaneado por Bruno Astuto, cariocas incríveis deram um pulo na varanda do Copacabana Palace para comemorar o “Planeta Ela”, nova plataforma de OGLOBO. Confira nas fotos de Bruno Ryfer quem...

    Leia mais

  • Mabo Nova Joalheria no Mercado por Anna Clara Tenenbaum

    A Mabo é uma nova marca no cenário da joalheria. Participou do Joia Brasil na IDA ( Feira de Design do Rio) , evento conjunto a ArtRio em setembro de...

    Leia mais

  • Afghan: A renovação da marca começa pela Tijuca

    Vivendo um novo momento de pura renovação, a Afghan reabriu uma loja completamente nova no Shopping Tijuca. A mega inauguração ocorreu no dia 08/12 e conta com projeto do arquiteto...

    Leia mais

NATAL BELEZA
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Novidades

Além do burburinho das compras de Natal, o Barrashopping agora tem um mais um espaço beauty para as amantes de produtos para os cabelos. Trata-se do mais novo Kiosk com grande portfólio da L´Oréal, que inclui as três linhas: Kerástase, Redken e L´Oréal Professional. O espaço de venda direta é uma iniciativa da rede de salões de beleza Fino Capelli, que também inaugurou a primeira concept store da marca em sua nova loja localizada na Av. Olegário Maciel, 531. A novidade do pedaço é a nova linha Reflection Kérastase Chromatique, que acaba de ser reformulada e traz agora multi-proteção para cabelos coloridos e com mechas.

São seis produtos para usar em casa. O shampoo Bain Chromatique (R$ 137,00), recomendado para cabelos coloridos com danos leves e o Bain Chromatique Riche (R$ 137,00), voltado para os cabelos mais fragilizados e ressecados aos agentes da coloração. Já hidratar a Máscara Chromatique (R$ 247,00) também está disponível em duas versões, cabelos grossos e finos. E o Fondant Chromatique (R$ 180,00) é um condicionador leve, que dá brilho, maciez e textura sedosa aos fios. Para finalizar o Fluide Chromatique (R$ 225,00) atua como um iluminador, deixando a cor mais vibrante e o brilho mais intenso, bom também para proteger os cabelos na praia.

No ritual de salão, a grande novidade é o Touche Chromatique, um tratamento de correção de cor ultra personalizado.

TRATAMENTO TOUCHE CHROMATIQUE

Para aqueles que quiserem arrasar neste fim de ano deixando os cabelos mais iluminados e sedosos, invista também no tratamento Touche Chromatique, que pode neutralizar reflexos indesejados ou intensificar a cor no período de desbotamento que antecede a próxima coloração. Com alta concentração de pigmentos, o produto está disponível em quatro cores para realizar um procedimento personalizado em loiras, morenas e ruivas.

Cool Blond: ideal para loiras, o pigmento violeta neutraliza os reflexos amarelados inimigos do cabelo loiro.

Cool Brown: pensado para as morenas de cabelo castanho, o pigmento verde neutraliza reflexos quentes e avermelhados nos fios.

Copper: criado para intensificar a cor dos cabelos acobreados, o pigmento laranja dá nova vida aos fios que começaram a desbotar.

Red: perfeito para as ruivas, o pigmento red acentua a cor do cabelo vermelho, que volta a ficar mais intenso e vibrante.

O Touche Chromatique é adicionado à máscara de tratamento e pode ser dosado de acordo com a necessidade de cada cabelo. O resultado é uma hidratação profunda e uma cor mais intensa. Experimente!

Fino Capelli Espaço de Beleza

Av. Olegário Maciel, 531, lojas 110 e 111

Barra da Tijuca

Horário: Das 8h às 20h

Funcionamento: De Segunda à Sábado

Tel: 21 2494.3041




14
dez
2017
Camisa social repaginada Por Layla da Fonseca
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades


Mais um ano finalizando e tem tendência que chegou e a gente não abandonou, né!? Me lembro como se fosse hoje da NYFW que trouxe a clássica camisa social super repaginada, com inúmeras maneiras ousadas, com um quê super fashionista!

As produções mostraram que a camisa, apesar de super tradicional e clássica, pode ser reinventada e incorporar novas tendências, como o genderless, o oversized, um toque mais minimalista, uma pegada assimétrica, bastante babado… Ou seja, tudo em uma única peça, onde os detalhes fazem toda a diferença para um item que virou statement piece da vida!

E o melhor é que com uma única camisa dá pra gente montar mil e um looks diferentes, com um ar super cool que ainda está reinando nas passarelas e no street style!

Uma das apostas que eu mais curto é a versão da camisa como vestido, porque acho que é uma ideia ousada, mas ao mesmo tempo, super simples e fashion se combinado da maneira correta, já que a gente tem que ter uma atençãozinha pra não ficar curto demais e sair mostrando o que não deve, hahaha! As camisas com laçarotes e mangas bufantes também são uma aposta certeira, na minha opinião, porque apesar da pegada super girlie que camisas desse estilo poder ter, acho que o legal é combinar com peças mais despojadas, com uma pegada mais descolada e até mesmo rocker pra poder dar um tchan ao look!

Além de tudo, dá pra investir em uma camisa que a gente já tem em casa e usar de uma maneira diferente, tá!? De repente, colocando os botões na parte de trás, usando com um ombro só ou até com um simples nozinho, o que importa é ousar, curtir uma nova pegada de look sem medo de ser feliz 🙂

E aí, curtem essa a aposta das camisas sociais? Usam também? Mil beijos, Layla ♡

13
dez
2017
MÚSICA NO MUSEU-20 anos: do Rio para o mundo-Palácio São Clemente
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Eventos

No Palácio São Clemente uma festa luso brasileira

Consulesa Maria Eduarda (Dadinha) Leitão traz para o Palácio o glamour que conquistou na sociedade lisboeta

No último dia 09 de dezembro, sábado, o tradicional Palácio de São Clemente bombou em uma dupla programação luso-brasileira, que reuniu mais de 300 convidados. As 17 horas a entrega do Titulo de Cidadão do Rio a Luiz da Gama Mór, um dos quatro brasileiros que comandaram a Tap Air Portugal nos últimos 17 anos, colocando a empresa como a maior operadora entre o Brasil e Europa e os 20 anos do vitorioso programa Musica do Museu, que possui um enorme êxito também em Portugal.

O convite foi assinado pelo casal Maria Eduarda e Consul de Portugal, Jaime Leitão, pelo jornalista Cláudio Magnavita – autor da ideia de homenagear o Dirigente da Tap, Sergio Costa e Silva presidente do Musica do Museu e o vereador Carlos Caiado, autor da lei que concedeu o titulo de cidadania honorária.

“Mór é gaucho, nos últimos 20 anos foi vice presidente da Varig e da TAP e o evento da entrega do titulo seria no Palácio de São Clemente, para simbolizar o espirito Luso Brasileiro” afirma Magnavita e quando descobrimos que o Musica do Museu comemoraria seus 20 anos no mesmo espaço propus a Sergio juntar os dois eventos, já que a Tap apoia o Musica do Museu, inclusive dedicou uma grande reportagem na sua revista de bordo. Foi um sucesso!”

Com o Palácio lotado, até cadeira extras foram providenciados. Após a emocionante solenidade no qual Luiz da Gama Mór recebeu o titulo de Cidadão do Rio de Janeiro das mãos da primeira dama da cidade, Silvia Jane Crivella, que teve o hino do Brasil e Portugal executado ao piano pelo maestro Marcus Araujo, que na sequencia regeu o conserto da orquestra sinfônica jovem do Rio comemorativo dos 20 anos do Musica do Museu.

O conserto foi aplaudidíssimo por convidados do Brasil e Portugal, inclusive de jornalistas portugueses e dirigentes da Tap que vieram ao Rio especialmente para o evento.

O repertório da orquestra incluiu clássicos da musica clássica e alguns sucessos do repertório brasileiro. Ela é formada por criança carentes das comunidades cariocas entre 14 e 17 anos.

Após o concerto Luiz Mór e Sergio Costa e Silva receberam os convidados para um coquetel.

A imprensa portuguesa presente deu uma atenção especial a consulesa Maria Eduarda, uma personalidade da vida social de Portugal, onde é carinhosamente conhecida como Dadinha, arquiteta e decoradora famosa no mundo social e nas colunas sociais de Lisboa.

Dadinha cuidou pessoalmente de todos os detalhes dos dois eventos e no mesmo dia ainda organizou o almoço de final de ano do consulado. A consulesa cuidou pessoalmente e com carinho da orquestra, presenteando os jovens músicos e oferecendo um jantar para eles após o aplaudido conserto.
“Mór é muito ligado ao fomento da cultura luso brasileira. Entre os inúmeros eventos foi quem apoiou a temporada do musical que produzi o Cole Porter- Nunca Disse que me amava, da dupla Claudio Botelho e Charles Moeller que fez uma temporada de sucesso no Cassino do Estoril e foi a estreia de Morller & Botelho em Portugal” afirma o produtor e jornalista Claudio Magnavita.

Sobre Luiz da Gama Mór

Vice Presidente comercial e marketing da Tap a partir de 2000 e da Varig de 1996 a 1999, foi o responsável pela implantação de voos diários entre diversas cidades do Brasil e Portugal (só di Rio são 17 por semana). Fez de forma continua a grande promoção do Brasil na europa, destacando o Rio de Janeiro. Ele se aposenta em janeiro da Vice Presidência, passando a ser consultor da empresa e passando a residir no Rio e Lisboa. Ele foi o responsável pelo projeto do new-look da Tap. O Rio tem em Luiz Mór o seu maior divulgador no mercado internacional.

Sobre MÚSICA NO MUSEU-20 anos: do Rio para o mundo.

Inspirado nos maiores museus no mundo assim, surgiu, em 1997, no MNBA , o Música no Museu que hoje chega a 80 espaços no Brasil e no exterior. Vinte anos depois, realizando mais de 6.500 concertos gratuitos com 4.000 músicos,incluindo jovens e orquestras de ações sociais em comunidades, cerca de hum milhão de espectadores, trinta premios nacionais e internacionais, Musica no Museu tornou-se a maior Serie de musica clássica do Brasil. Concertos de janeiro a dezembro e na sua vertente internacional, desde 2006, lindos espaços em cidades de todos os continentes: Europa- Portugal, Espanha, França, Austria, República Tcheca, Italia,Alemanha-Américas: USA inclusive no Carnegie Hall em Nova Iorque, Lacma em Los Angeles, Kennedy Center em Washington), Chile e Argentina. Africa: Marrocos, Asia: India, Vietnam e Oceania, Australia, levando músicos e a musica brasileira para o exterior.
E de lá para cá outros sucessos:o Pianestival, Festival Internacional de Pianistas Amadores, o Concours S.A.R Princesse Lalla Meryen-Piano do Marrocos) e o Internacional Santander de Piano (Espanha). Nas comemorações, os 200 anos das chegadas da Corte de Portugal ao Brasil, da Princesa Leopoldina no Brasil, o Ano Brasil em Portugal em 2012 e o Encontro Mundial da Juventude na visita do Papa Francisco ao Brasil .

Outras conquistas: Comemorou os 25 anos das relações Brasil-Vietnam, apresentou-se em São Cristóvão ( Sergipe), logo após a sua escolha pela Unesco como patrimônio da Humanidade, fez a primeira apresentação de música clássica brasileira não só no Museu Guggenheim em Bilbao ( Espanha) como nas cidades de Nova Delhi ( Índia) e Sydney (Austrália). Integrou-se às comemorações dos 725 anos da Universidade de Coimbra e levou música brasileira para a Universidade de Salamanca, na Espanha tendo registros na revista de bordo da TAP e tema de Mestrado na Universidade de Berlim.

Como atividades parelas realiza no seu âmbito, o Festival Internacional de Harpas-RioHarpFestival, na 13ª. versão colocando o Brasil no seu roteiro mundial e renova a musica clássica brasileira com o Concurso Jovens Musicos-Musica no Museu na sua 9a. edição , com um premio anual de U$105 mil da James Madison University-uma escola Steinway- para o vencedor.

Em 2012, completando 15 anos, realizou uma programação especial com os seus melhores concertos escolhidos pelo público, destacando-se Yamandu Costa,Turibio Santos, Arthur Moreira Lima, Arnaldo Cohen, OSB, e Nelson Freire em São João del Rei mas precedido por memorável noite em Tiradentes. Seus programas , feitos por artistas plásticos, foram doados à Academia Brasileira de Filosofia e que ora fazem parte da Sala Música no Museu .
Vera Donato Fotografias








12
dez
2017