Moda

Um verão Doce

17 nov 2019 • por Xico Gonçalves • 0 Comentários


Depois da febre do neon, a moda está obcecada por uma paleta de cores quase que oposta.
As passarelas internacionais do verão 2020 apostaram nos tons candy color (cores de doce, em inglês) e o street style confirmou: as cores pastel, editadas em looks color blocking são os novos favoritos da estação.
Nada mal para os tempos cinzas e tão conturbados no mundo.
Farbelehre (Teoria das Cores), um livro do alemão Johann Wolfgang von Goethe, publicado em 1810 e que contém uma descrição do fenômeno das cores, explica que as pessoas preferem pastéis quando querem permanecer neutros e não expressar sua opinião. Afinal os tons pastéis “transmitem” leveza, suavidade e paz.
Nessa temporada estes coloridos suaves pintam com muitas denominações: tons pastéis, cores lavadas, sorvete e tons sorbet (sorbet é um sorvete sem ovos e leite). Tons “desmaiados” como James Laver em seu “A Roupa e a Moda – Uma História Concisa” (São Paulo, 1990) nomeia os tons que são diluídos ao branco.
SABOR DE SORVETE
As tendências de cores da primavera /verão de 2020 nas Semanas de Moda do hemisfério norte mostraram tons pastel e de sorvete adoçando quase todas as propostas.
As “candy colours”: lilás, rosa pastel, pêssego, hortelã, azul bebê, amarelo pálido, lilás mais suave, verde-água e outras cores lavadas formam a paleta de cores 2020 em looks de shape amplo e em blocos de cor.
Suave, romântico e antídoto absoluto de nossas vidas diárias, o nome “pastel”, que batiza estes tons aquarelados, é derivado da palavra latina pastellus, que significa colar.
Os artistas que criaram o bastão de nome pastel o fizeram “colando” pigmentos em pó e uma pasta de goma arábica adicionando argila de giz ou cachimbo para obter uma tonalidade suave da cor original.
Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um dos primeiros artistas que trabalharam com esse material.
A rainha de Versalhes, Maria Antonieta era apaixonada pelos tons pastel. O estilo leve, otimista e feliz da época passou a ser conhecido como rococó, um movimento frívolo da moda que terminou principalmente devido à Revolução Francesa.
Dois séculos depois, a tendência dos tons clarinhos ressuscitou nos Estados Unidos da América.
Os tons pastel tiveram seu auge quando designers, arquitetos, estilistas, joalheiros e outros membros do movimento da Art Déco abusaram destes pigmentos durante os anos vinte.
Como os tons doces geram calma, quietude e serenidade, este colorido suave foi bastante útil durante esses anos tumultuados que acabaram por levar os Estados Unidos à Grande Depressão.
PASTEL PARADISE
Os anos 1980 viram um renascimento dos tons pastel.
Iniciou pela moda masculina inspirada pela série policial mais popular da década: Miami Vice.
O personagem principal James “Sonny” Crockett usava exclusivamente camisetas e ternos nos tons do Deco District, em Miami Beach.
Alguns anos antes da exibição do hit Miami Vice, o designer industrial Leonard Horowitz visitou South Beach, em meados dos anos setenta. Juntamente com Barbara Capitman, ele descobriu um tesouro esquecido da arquitetura americana Art Deco em decomposição, construída nos anos 1930 e 40.
Juntos, eles fundaram a Miami Design Preservation League e reviveram o distrito Art Deco (mais conhecido como deco tropical) em um pastel de cores do arco-íris com uma paleta de 40 tons para fazer o trabalho de restauração dos prédios.
COMO SE COLORIR COM ESTES TONS
Usar os tons pastel no verão pode ser uma ótima saída para fugir do calor.
Não existe uma regra para usar as cores pastel, mas vale investir em combinações com outras semelhantes – como o azul bebê com o rosa clarinho – para dar um pouco mais de personalidade para a produção, ou ainda investir em uma peça pastel e outras neutras. O branco e o cinza são coringas nesse caso, e não têm o mesmo peso do preto para o verão.
A formula mágica é misturá-los de 3 formas:
– Color block de tons pastel: uma cor suave + outra cor suave.
– Look monocromático: cor suave + a mesma cor.
– Alto contraste: cor suave + cor destacada (ou saturada).
Na primeira, a ideia é compor roupas que não precisam ser necessariamente da mesma cor, mas sempre clarinhas.
Possível também um look monocromático, todo rosa ou todo azul. A vantagem é que deixa a silhueta longilínea, bastante indicado para as mulheres mais baixas.
A terceira opção é usar com alguma outra cor destacada na roupa, que pode ser uma peça de cor mais saturada, mais estampada ou escura, como preto ou chumbo. Usar com cores básicas, como o branco, também gera um look elegante.
Muitas mulheres de pele clarinha não gostam de tons pastel com receio de ficarem desbotadas. A dica é escolher uma cor que não apague e complementar com acessórios vistosos, coloridos ou neutros, ou vestir tons frios do azul ao verde.
E se as roupas nessas tonalidades não são as preferidas, pode optar por acessórios nesses tons.
Para quem trabalha em ambientes formais, as cores podem colorir terninhos e peças de alfaiataria.
Nas fotos abaixo os tons recomendados pela Pantone para o verão 2020/21 nas passarelas do verão 2020/21
Pistachio Green
Orange Sherbert
Baby Blue
Lilac
Millennial Pink

Comente Aqui
Posts Anterior
Próximo Post