• Cicero leva estilo da The Paradise à papelaria

    Nesta primavera, as flores ganham mais espaço nas capas da Cicero. Para a linha especial de cadernos Floral Hype, a...

    Leia mais

  • Bela Gil traz palha de buriti para nova coleção com o Cantão

    Apresentadora, chef de cozinha natural e escritora, Bela Gil está de volta à moda. Depois de uma primeira coleção cápsula...

    Leia mais

  • O tenis com plataforma dos anos 90 voltou agora a nova versão é Ugly Sneakers

    Quem não se lembra dos exageros da moda nos anos 90 ? O antigo tênis plataforma ,voltou com força total...

    Leia mais

  • O salto de bola é um dos maiores hits do momento

    O salto de bolas de madeira é um dos maiores hits do street style desde que Jacquemus trouxe o modelo...

    Leia mais

  • A aposta do suíço Kévin Germanier na sustentabilidade

    Enquanto estava cursando moda na Central Saint Martins, Kévin Germanier usava de lençóis a sobras de tecidos dos colegas como...

    Leia mais

3 marcas de alta costura cariocas que você precisa conhecer Por Paula Bedran
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Quando a brasileira pensa na moda carioca, o que lhe vem à cabeça são vestidos estampados, shortinhos e biquínis, e muito talvez um vestido sensual recortado para exibir o corpo e o bronze, que, convenhamos, são características bem especiais da cidade maravilhosa. Mas nem só de sol e mar vivem as cariocas…o Rio de Janeiro é famoso pelas festas de casamento suntuosíssimas pelos salões do Copacabana Palace, os terraços do MAM, os corredores da Ilha Fiscal, sem contar os festões na serra de Itaipava ou pelas praias de Búzios. Portanto, alguma coisa acontece no meu coração quando chega alguma paulistana dizendo que no Rio de Janeiro não tem opção de vestido de festa. “Ah, tem a Martu”, relembram algumas, que já frequentaram as exposições do Evento Casar, Constance Zahn ou Inesquecível Casamento. E foi por essas e outras que a gente decidiu provar que o Rio de Janeiro é PHD em vestidos de festa e não fica nada atrás de muita marca poderosa por aí, a única diferença é que as donas dessas marcas, por escolha própria, preferem ficar no slow fashion e produzir poucos mas bons.
Seguem as marcas que você deveria conhecer:
Julia Parker
A Júlia Parker é uma história de vida em si. Engenheira por formação, nunca combinou com a faculdade que cursava, e foi quando foi chamada para trabalhar na Isabela Capeto que se jogou no mundo da moda. Trabalhou por um tempo na marca, passou pela Leeloo, abriu sua própria marca, e quando um dia uma cliente entrou na loja pedindo para ela fazer um vestido de noiva à partir de um top que tinha comprado na loja, que o dom da Júlia para vestidos de festa finalmente se aflorou. Foram alguns vestidos de noiva em paralelo à produção cada vez maior da sua marca, e o crescente espaço que os vestidos tomavam na sua vida junto com a sua desilusão em ter que aumentar a produção da marca coleção após coleção que deram origem ao ateliê. Hoje a Júlia atende no seu ex-quarto na casa deliciosa dos pais no Itanhangá na Barra da Tijuca e produz quase tudo sob-medida. Para as madrinhas, há uma espécie de catálogo com as opções de cada vestido em cada cor que ela costuma produzir e custam em torno de 900 reais, e para as noivas, além das opções que ela tem em seu restrito mostruário, o céu é o limite. Só que em épocas de menos é mais, não exageremos por favor.
Rua Engenheiro Neves da Rocha, 469



Marília Dias
Quando visitei o ateliê da Marília pela primeira vez, há 2 anos atrás, quase perguntei se podia me hospedar ali por um tempo. Ficava no segundo andar do seu apartamento rústico-chic na parte calma de Ipanema. E parece que este ar do apartamento é transferido para os seus vestidos, todos sofisticados e inovadores, com modelagens modernas desenvolvidos principalmente para noivas que querem sair do tradicional. São bordados e tecidos únicos e exclusivos, todos idealizados e desenvolvidos pela estilista junto com a cliente. Mas as inovações não param por aí: dentro dos próximos meses, a Marília irá lançar um serviço em que as clientes terão a opção de escolher tops e saias de inúmeros modelos para então criar o vestido de noiva dos sonhos. Como costumo dizer, sair da caixinha é uma das maiores vantagens de slow fashion.
Rua Joana Angélica, 192 (atendimento com hora marcada)

Marina Franceschetti
A trajetória da Marina quase que intercala à da Julia Parker. Marina é formada em desenho industrial e começou a carreira na moda trabalhando com a Isabela Capeto, aonde produzia figurinos e vestidos de noiva. Logo depois foi para a Animale, aonde trabalhou na criação de vestidos de festa, mas foi apenas quando nasceram seus filhos que ela decidiu focar na produção própria. Hoje em dia tem seu próprio ateliê, em Ipanema aonde atende com hora marcada, trabalhando primordialmente com rendas francesas, todas encomendadas diretamente de fábricas francesas, e tecidos leves, num estilo mais romântico e delicado. OS vestidos de noiva partem de 7 mil reais, devido ao valor dos tecidos e rendas, mas os vestidos de festa sob medida partem de 2 mil reais e os modelos prêt-à-porter chegam a custar 400 reais. Nada mal para uma produção tão exclusiva quanto essa!
Atendimento com hora marcada através do tel: 21 998739833

10
ago
2018