• EMPORIO ARMANI Outono Inverno 2019 – Milão Fashion Week por Xico Gonçalves

    “There’s nowhere I’d rather be” serviu de trilha para a águia do Empório Armani abrir no cenário e pousar como...

    Leia mais

  • Bloco do Copa sempre um sucesso

    Pelo terceiro ano consecutivo, a varanda do Belmond Copacabana Palace sediou o badalado evento Bloco do Copa ontem (17/02). Após...

    Leia mais

  • Martu lança coleção de carnaval

    O que deveria ser o lançamento de uma coleção de carnaval se transformou em um evento do calendário do carnaval...

    Leia mais

  • Deborah Secco é coroada Rainha do Camarote Allegria

    A atriz Deborah Secco foi coroada Rainha do Camarote Allegria, que contará com sete dias de festas na Sapucaí, na...

    Leia mais

  • Granado Pharmácias A botica mais tradicional do Brasil

    Fundada em 1870 pelo português José Antônio Coxito Granado, a Granado ficava na Rua Direita, 14/16, no Centro da cidade...

    Leia mais

Phebo lança perfume em parceria com Isolda
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

A Perfumaria Phebo e a Isolda se uniram para criar o “Cajueiro”, perfume inspirado na brasilidade da marca e que reúne o melhor da alta perfumaria com a fragrância do caju. Nessa terça-feira, um agito foi armado no QG da Isolda, em Pinheiros, e muitas lulus passaram por lá para conferir a novidade. Dá uma espiada

24
ago
2018
ABERTURA DO CARANDAI NO JOCKEY
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Eventos, Moda

A abertura do Coletivo Carandaí 25 nesta quarta-feira (22/08), no Jockey, teve um gostinho especial para a empresária Tatiana Accioli. À frente do evento que completa cinco anos em 2018, Tati não só apresentou aos convidados a nova montagem, no ExC, mas também vibrou com retorno do projeto ao Jardim Botânico, bairro onde tudo começou. A noite foi conduzida pelo tema “O Movimento”, que além de remeter à transição de locação marcou a chegada de novas marcas como Paola Vilas, Keymono, Araruna, The Paradise e Ki & Co. Outra estreia para lá de festejada foi a da Casa Bon Ton, responsável pela performance que combinava música árabe, muitos aromas e pernas de pau. A programação vai até domingo (26/08), das 13h às 21h, com 60 pequenos produtores de moda e 40 expositores do time da Feira na Rosenbaum.
Fotos Gianne Carvalho

24
ago
2018
Verão do Tênis Branco Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Já vivemos o verão da Melissa, das Havaianas, da sapatilha e da espadrilhe.
Mas no calor de 2019 vamos andar de tênis. E branco.
O tênis “all-white” é o novo objeto de desejo para quem acompanha as tendências da moda e já se tornou campeão de venda de todas as grandes marcas.

All White
O relançamento do clássico Stan Smith, da Adidas Original, em 2014 foi o estopim desta nova tendência.
Esta modelagem foi originalmente lançada na década de 1970, criado pelo tenista Stan Smith, campeão de torneios como o U.S. Open e Wimbledon. O rosto do atleta figura até hoje na lingueta do tênis.
Com o sucesso de venda deste produto, grandes nomes da moda se ligaram no “all-white” e muitas grifes de luxo fizeram suas versões.
O da Gucci, bordado e com as listras que identificam a marca está com fila de espera em muitas lojas do mundo.

Vitória do sportswear
Até o início dos anos de 1950 os tênis eram exclusivamente usados por atletas até a galera jovem inclui-los em seu visual, como uma “nova moda” e sinal de rebeldia.
O famoso astro James Dean, do filme “Juventude Transviada”, foi um dos artistas da época que adotaram os sneackers clássicos de Jack Purcell.
Outro famoso, o ator Marlon Brando, imortalizado como Don Vito Corleone, em “O Poderoso Chefão”, foi outro “influencer” da época que se revelou um grande adepto dos sneackers.
Nessa mesma época, as escolas americanas adotavam um padrão de uniforme mais informal e os tênis, principalmente os Converse e Keds, viraram unanimidade entre os estudantes.
A partir daí toda a geração chamada Baby Boomer (nascidos depois da Primeira Guerra, entre 1943 e 1960), cresceu tendo os sneackers como a mais forte referência de calçado para o dia a dia.
Eles cresceram, se tornaram adultos, e novas marcas surgiram a partir dos anos 1970 com a proposta de também “amadurecer” os modelos e opções de tênis esportivos.
A partir daí os tênis esportivos entraram de vez para o cotidiano e para o mundo da moda.

Tênismania
Usar tênis branco sempre foi a salvação das executivas americanas para atravessar a pé os enormes quarteirões de Nova York, claro que com um bom sapato de salto esperando na bolsa para ser calçado ao chegar no trabalho.
Mas depois que Karl Langerfeld vestiu as modelos da Chanel com o tênis branco da marca, coordenados com uma profusão de roupas luxuosas, que o calçado esportivo ganhou aceitação geral em todas as horas.
Este lançamento deu folego e “moral” para este item de moda que estava esquecido na prateleira e que é fundamental ter: o tênis branco simples e chique.
A rua imediatamente adotou com cano alto, baixo, surrado e com Keds, Converse e Adidas entre as marcas preferidas.
De uma hora para outro, modelagens de tênis ganharam o preço e status de um saltão do Loubotin ou de seus similares.

Sucesso em silêncio
Os tênis esportivos como conhecemos hoje, originalmente chamados de trainers ou sneacker, foram criados, em princípio, para a prática esportiva e outras formas de exercícios.
Eram, como o próprio nome diz, sapatos usados por “treinadores” e seus atletas.
Foi no ano de 1832 que, em Nova Iorque, começaram a ser fabricados a categoria de “calçados fechados e feitos de couro com solas de borracha”, como eram descritos na época.
A inovação tinha o intuito de dar mais adesão nas pisadas e de favorecer o impulso dos esportistas na prática de várias modalidades.
Logo depois, vieram os cadarços, inventados para facilitar os movimentos e oferecer um ajuste maior aos pés dos atletas.
A diferença em relação aos sapatos que existiam até o momento era tanta que a própria pisada ficou mais leve e menos barulhenta. Daí, um novo apelido surgiu: sneacker que, em inglês, quer dizer sorrateiro, silencioso.
Também foi nos Estados Unidos, por volta de 1892, que a U.S. Rubber Company decidiu investir em um modelo de tênis esportivo ainda mais confortável e direcionado à população em geral.
Eram modelos feitos em lona no lugar do couro, que foram batizados de Keds, marca reconhecida até hoje.
No mesmo ano, Marquis Converse idealizou e produziu calçados específicos para a prática do basquete, e os batizou de Converse All-Stars.
Em 1923, um famoso jogador da equipe de basquete de Indiana chamado Chuck Taylor aprovou publicamente os tênis criados pela Converse.
Depois disso, o modelo passou a ser chamado de Chuck Taylor All-Star e se transformou imediatamente no calçado esportivo mais vendido para atletas em todos os tempos.
Em 1924, um alemão chamado Adolph Dassler (Adi Dassler para os mais íntimos) e seu irmão Rudolph Dassler (Rudi) criaram sua própria marca de calçados esportivos: a Adidas, hoje, uma das mais bem-sucedidas e famosas do planeta.
Logo depois, os irmãos se separaram comercialmente e Rudolph criou a Puma, outra marca famosa, e uma das maiores do mundo, até os dias de hoje.
Foi também nessa época que a tecnologia ganhou um enorme espaço dentro das fábricas e passou a caminhar lado a lado com o design e a ergonomia dos modelos lançados.

Mundo de tênis
Os tênis se tornaram mais uma opção de calçado aceita em toda a sociedade e passaram a ser usados praticamente no mundo todo. Tênis branco é clássico e fácil de combinar, pois se trata de uma cor neutra.

Adote já
Como usar sem parecer que vai para a academia de ginástica
· Com jeans e mesmo com saias de comprimento mais curto e até a saia midi. Vestido longo também fica ótimo com tênis branco.
· Equilibra peças coloridas e estampadas.
· Com calça de todas as cores (dobrando a barra para ficar mais curta), jeans, colorida ou mesmo estampada e legging.
· Com peças de alfaiataria, como bermudas, calças, shorts pantacourt e blazers.
· Coordene com jardineiras, shorts e calças – rasgadas, ou não, jaquetas em jeans.
· Também é possível calçar tênis com vestidos sociais e de festa, acompanhado de make-up e cabelos elaborados. Claro que esta opção é para baladas ou festas descontraídas, por causar estranhamento aos mais convencionais.

Como limpar os tênis brancos
Estamos falando da tendência “All White”, por isto é importante que o tênis esteja rigorosamente branco para dar sinal que é uma peça de moda e não um “look atirado”.
Tênis de couro
Use produtos impermeabilizantes para calçados que existem no mercado logo que eles sejam comprados, evitando assim a absorção de líquidos pelo couro desde seu primeiro uso.
Ao limpar utilize apenas uma flanela macia e passe delicadamente sobre a superfície do couro.
Onde estiver mais manchado limpe com pasta de dentes e escova.
Tênis de camurça
Limpe com escova de cerdas bem macias, pois a camurça é um material muito delicado.
Existem escovas próprias para camurça e nobuck, mas isto não é obrigatório; basta que sejam bem macias.
As escovas devem ser utilizadas sempre secas.
Tênis de tecido
Geralmente os tecidos são menos delicados que couro, por isso pode ser lavados.
Antes de molhar o tênis, retire o excesso de sujeira com a ajuda de uma escovinha, depois molhe o calçado e lave com a ajuda de escova e sabão.
Em caso de manchas difíceis, tente deixar o tênis de molho alguns minutos ao invés de esfregar com força, pois essa ação pode danificar o tecido.
Quando estiver limpo, enxague bem e deixe secar em local arejado.

24
ago
2018