• Noite de Premiação MTV VMA 2018

    Premiação musical concentra celebridades em Nova York (Foto: Getty) Qual seu look preferido?

    Leia mais

  • Kaia Gerber estreia como estilista em coleção para Karl Lagerfeld

    A notícia de que Karl Lagerfeld teria convidado Kaia Gerber para criar uma coleção-cápsula ready-to-wear de sua marca homônima deu...

    Leia mais

  • Tesouro dos mares Por Xico Gonçalves

    Não existe um adorno feminino mais democrático que a pérola. Quem tem dúvidas sobre o que usar, usa pérola. Perolas...

    Leia mais

  • Exibição do curta Incondicional-De Aymara Limma-Centro Cultural Gabriel Villela-Iate Clube

    Após percorrer várias cidades do Brasil, a atriz Aymara Limma exibiu no Rio o curta ‘Incondicional’, reeditado e remixado em...

    Leia mais

  • 10 aplicativos para você ter uma vida mais sustentável

    Quer ter uma vida mais eco-friendly, mas não sabe por onde começar? Use a tecnologia a seu favor 1. PARA...

    Leia mais

Gola Em Alta Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Duas peças best-sellers dos anos 1960 pintaram em passarelas influentes como a de Balenciaga e na Prada.
Prepare-se para a gola rulê e as minissaias, ícones dos sixties que voltam para repetir o sucesso do passado.
A inovadora década de 1960 é a mais nova tendência antiga que a moda está recuperando
A volta da Rulê
É rulê, rolê ou roulé, como em francês?
Seja como for, ela está de volta.
A origem da gola rulê atual (que também é conhecida como gola olímpica, turtleneck ou Cacharel) vem dos uniformes dos operários nas fábricas japonesas, no período pós-guerra.
Como os funcionários não tinham o que vestir, as grandes companhias forneciam a blusa como um uniforme, que virou uma maneira de vincular o funcionário à empresa.
Inspirado por esta história, o estilista Issey Miyake, criou os uniformes para os funcionários da Sony.
Quando esteve no Japão, nos anos 1980, Steve Jobs conheceu Miyake e encomendou para ele um modelo preto de gola alta (como os criados para Sony) para virar sua marca registrada ao se apresentar publicamente.
Origem da rulê
Porém, a gola rolê já fazia parte da moda ocidental desde o século XV, adornada com babados e principalmente na moda masculina europeia.
No entanto, foi no século XIX que ela tomou as formas que conhecemos hoje, usada por trabalhadores, artistas e intelectuais. A partir do século XX, ela ganhou ares de contracultura e rebeldia, sendo quase um uniforme dos existencialistas, que décadas depois seriam apelidados de beatniks.
Um exemplo de look beatnik foi usado por Audrey Hepburn no filme “Cinderela em Paris”.
Embora Greta Garbo já fosse adepta da gola alta nos anos 1930, foi a partir de 1940 que as divas do cinema ficaram realmente marcadas pela turtleneck.
Ícones da moda, estrelas de cinema como Lauren Bacall, Audrey Hepburn, Marilyn e Brigitte Bardot, posaram para muitas fotos com as blusas de gola alta.
Mas a gola alta alcançou o topo, na geração que amava os Beatles e os Rolling Stones, no início da década de 1960.
Foi a modelo e atriz Twiggy, muito magra, com seus cabelos curtíssimos e cílios inferiores pintados com delineador, que incentivou as mulheres a perderem peso para se enfiarem nas malhas de gola alta.
Com ela surgiu a silhueta graveto, com mulheres tipo “sem”.
Sem bumbum, sem seios e sem quadris.
Nos anos 1970 a gola alta surgiu remodelada e com o nome do estilista francês Cacharel, embora ele nunca tenha criado nada semelhante. Este formato de blusa viralizou na época.
Adote já
• Peças com a gola cobrindo todo o pescoço, são associadas às temperaturas baixas, mas em fios leves podem ser usadas também no verão e ficam encantadoras com mangas curtas ou cavadas.
• A gola rolê é bom recurso para alongar a silhueta e o rosto e poderosa para disfarçar pescoços maduros.


Actress Marilyn Monroe at home.

14
jun
2018
A onda esportiva tomou conta da moda por Renata Bitencourt
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Desde que a onda esportiva tomou conta da Moda, as listras, os calçados confortáveis e as modelagens das roupas para prática de esportes encontraram nova estética e modo de usar. O apelo cada vez mais constante por conforto, sem deixar a elegância de lado, trouxe `a tona uma moda mais democrática.
A fusão do Sportwear com a alfaiataria, talvez seja o grande destaque pois o contraste entre o formal e o despojado deu origem `a uma nova silhueta, mais reta e com caimento mais afastado do corpo . Combinada `a tênis, o combo ganha ares fashionistas.

A calça atlética também inspirou looks com pegada mais formal. Seja na combinação da peça original com saltos e blazer, ou na referencia esportiva presente nas listras, cós elástico e abotoamento lateral em tecidos e construção de alfaiataria. Look de escritório com cara de pinterest!

O moletom também vem ganhando as ruas, e perde o mood de “roupa para relaxar” quando combinado `a saias midi ou numa sobreposição interessante com o blazer, deixando o capuz para fora.

Quer aderir ao estilo Athleisure? É muito fácil. Escolha a sua peça esportiva preferida, pode ser alguma que você já tenha no armário, mas atenção ao truque de styling da vez : Invista numa combinação improvável, com bastante contraste. Subverta o uso da peça escolhida e você já está pronta para arrsar no steetstyle.

12
jun
2018
Casamento Isis Valverde e André Resende
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Eventos, Moda, Novidades

Isis Valverde se casou neste domingo (10) com o modelo e empresário André Resende, em um sítio em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Gravidíssima de quatro meses de um menino, a atriz elegeu um vestido romântico da grife Helô Rocha, que tinha um véu bordado à mão. As alianças – que ficaram prontas dias antes do “grande dia” – são assinadas por Jack Vartanian e foram criadas – a pedido de Isis – especialmente para o casal.
Segue nossa seleção de looks


11
jun
2018