• VIPs celebram à vinda do premiado velejador britânico Alex Thomson ao Brasil

    A marca HUGO BOSS, reconhecida por suas atividades de patrocínio em diferentes modalidades esportivas como golfe, futebol, automobilismo e vela,...

    Leia mais

  • Presentation Maria Pavan no Espaço de Edu Santos

    Na tarde de 12 /03 recebi minhas convidadas na Presentation ,da grife com reconhecimento internacional Maria Pavan no espaço do...

    Leia mais

  • Pousada Maravista junto ao seu Spa promovem tarde de Beleza , Saúde e Bem Estar.

    A Pousada Maravista localizada na praia de Geribá em Búzios , conta agora com um serviço de Spa e ontem...

    Leia mais

  • Café da manhã da Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio, no Hotel Sofitel Ipanema.

    Diplomatas de 22 países reuniram-se hoje no Sofitel Ipanema para um café da manhã, ciceroneando por Bayard Boiteux, vice presidente...

    Leia mais

  • Visual Combinadinho Por Xico Gonçalves

    Uma cor única no visual pintou muitas vezes nas coleções mostradas na Semana de Moda de Paris, para o inverno...

    Leia mais

Carnaval da Paulinha
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Moda

Neste ano, um pouco assustada com os dados de lixo, sujeira e descartes provocados pelo carnaval no Rio de Janeiro foram tão alarmantes que decidi fazer a minha parte e sair em busca de opções para um carnaval mais sustentável. Um mês antes do carnaval comecei os preparativos, que emendaram na confecção das fantasias, escolha dos adereços e detalhes dos looks dos bloquinhos e eventos do feriado.
1- Cabelos: Para evitar que minhas fotos do carnaval se resumissem ao coquinho com fixador recorri ao espaço Surya, salão que fica em São Paulo da marca vegana de produtos de cabelo Surya Brasil. Lá removemos todo a danificação das luzes, selando os fios com hena colorida, alguns tons mais escuros do que o meu cabelo e uma hidratação profunda para que eu conseguisse manter nos próximos dias sem muito cuidado, apenas com os produtos normais de lavagem diários.
2- Dieta: recorri ao programa do Detox de Corpo e Alma (www.detoxdecorpoealma.com), que tem um programa de 3-4 refeições veganas por dia entregues em casa, com acompanhamento nutricional. Perdi muito nas medidas além de definir meu corpo, e melhorar minha disposição, pois esse é também o conceito da dieta deles. Para quem não mora na cidade de São Paulo, o site disponibiliza um cronograma completo de receitas com acompanhamento nutricional. O código www.detoxdecorpoealma.com/paulabedran dá direito a 20% de desconto.
3- Estética facial: Finalmente provei o skin booster, no Espaço Orofacial, no Rio de Janeiro. Conforme expliquei na última matéria, o skin booster são mini injeções de ácido hialurônico, ácido que o nosso próprio corpo produz.
4- Estética corporal: Nada como uma drenagem linfática, sempre nos dois dias antes do carnaval, reforçando ainda mais mina meta de procedimentos 100% naturais e não invasivos. Faço sempre a drenagem modeladora no Barra Fashion Hair na Barra da Tijuca e em cada sessão perco entre 2-3 cm em cada perna e 3-4 cm na barriga. Como estava me alimentando com mais líquidos do que comida, o resultado foi ainda melhor.
5- Fantasias: Fiz questão de que todos os biquínis e maiôs que usasse neste carnaval fossem sustentáveis ou feitos à mão. Esse é o caso da Marju (@marjurio), uma marca de biquínis 100% biodegradáveis, que neste carnaval ainda fez uma collab com a artista plástica Luiza Furtado, e lançou peças biodegradáveis e pintadas à mão.
6- Adereços: As miçangas que colei comprei por kg vidros de sobras de miçangas por R$1/kg no Elo 7; os tecidos e retalhos de renda comprei no Banco de Tecidos em São Paulo; fiz as flores todas de garrafa PET conforme tutorial no blog www.artesanatopassoapassoja.com.br e os scrunchies, que usei absolutamente todos os dias foram da The Scrunchie Shop (@thescrunchieshop), que utiliza apenas retalhos para fazer suas peças
7- Glitter: O que seria um carnaval sem glitter? Muito provavelmente um carnaval com menos pvc no solo. Para evitar isso, marcas como a Shock (@valeushock) lançaram glitter biodegradável. A Shock ainda foi além, com o seu filtro solar vegano e hipoalergênico. Outras marcas de glitter biodegradável são a Glitra (@glitra.bio), Pura Bioglitter (@purabioglitter), Brilhow (@_brilhow_) e a Bioglitz (@bioglitz).
8- Baile do Copa: O glamour maior do meu carnaval. Esse ano a responsável pelo meu vestido foi o Ateliê Julia Parker. A Júlia modela e corta pessoalmente todas as peças que passam pelo ateliê, e transformou meus 6m de tecido encontrado no fundinho de uma loja de tecido numa saia com cauda de 4m que cobria um vestido Dolce & Gabbana bordado vintage, emprestado por uma colega Dasluzete, do acervo da própria Daslu.
9- Acessórios: A cereja do Bolo do meu look do Copa foi a minha bolsa, que não poderia ser mais consciente. A bolsa Blue Domino da marca paulistana Estilé, foi feita em parceria com a Dadivar, ONG do Enzo Celulari que apoia a educação de jovens e reverte 75% da renda para a instituição. A bolsa é um próprio dominó azul, uma releitura da best seller da marca, e os tons de azul são uma alusão a transparência e esperança. Pode ser encontrada no site www.estilebybv.com.br
10- Sapatos: definitivamente os mais expostos aos efeitos do carnaval. Para todos os blocos, festas, camarotes e eventos, quem me acompanhou foi a Lapa (@uselapa), uma marca de sapatos feitos de corda que possuem solas e tecidos biodegradáveis. Nos blocos usei algumas peças da collab de carnaval entre a Lapa e a Dupla Carioca, que foram um tênis neon, uma sandália de plataforma e tiras de purpurina prateada e uma shower slipper de purpurina. Para o Baile do Copa usei uma Anabela peeptoe de cordas dourada e para o camarote, uma Anabela de cordas preta.

10
mar
2019
Visual Combinadinho Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda

Uma cor única no visual pintou muitas vezes nas coleções mostradas na Semana de Moda de Paris, para o inverno 2019/20.
Alguns estilistas abriram exceção para os sapatos, outros para sapatos e cintos, outros para nada.
Branco e preto já vinham sendo mostrados em blocos “total look” em temporadas anteriores, mas agora a monocromia se veste com outras cores.
A monocromia é o esquema mais simples de cor.
O monocromático nas artes é uma tendência do século XX, e um bom exemplo são as pinturas das fases azul e rosa de Pablo Picasso. A mesma gama é diluída ou destacada para conseguir os volumes que o quadro exige.
Este termo no mundo da moda aponta um estilo de vestir no qual se cria um visual com somente uma cor, ou ainda, paleta que realce apenas uma mesma cor. Significa usar o mesmo colorido em tudo, dos pés à cabeça, como os quadros do pintor espanhol.
Uma harmonia conseguida por apenas uma cor, com no máximo tons da mesma família.
A monocromia, além de ser fácil de usar (até com peças que já estão no armário), traz muitas vantagens: a principal é o fato de alongar a silhueta e em cores neutras, afinar o “fit”.
Passarelas influentes como Jacquemus, Valentino e Dior apostaram em imagens de cores solitárias para a estação fria.
Para quem considera esta tendência monótona, as propostas internacionais mostraram que é possível compor looks ousados e criativos, usando apenas uma cor.
Afinal, dentro de uma mesma cor há uma infinidade de possibilidades.
A monocromia admite diferentes tonalidades, então, vale tanto looks inteiros de uma mesma pigmentação e tonalidade, quanto produções de uma mesma cor com tonalidades diferentes.
Uma boa maneira de não ficar com um visual chapado da cabeça aos pés, é explorar no combo monocromático, texturas de diferentes tecidos para criar variações (transparência, seda, tule, pelúcia, renda, tecidos vazados, etc).
Os tecidos reagem de maneira diferente, o tricô reflete a luz de uma maneira, a calça de lã fria de outra, isso faz com que elas pareçam ter tons iguais, mas “diferentes” no look total.
A tendência monocromática pode vestir desde o simples casual, até momentos mais elegantes e sofisticados.

Qual é a Diferença Entre Monocromático e Tom Sobre Tom
Os conceitos são parecidos de certa forma, ambos repetem a cor, mas um deles apela para suas variações, o outro não.
Tom sobre tom (ou ton sur ton) é a combinação de peças de roupa que usa tons diferentes de uma mesma cor, ou seja, você pode combinar marinho com azul claro e estará fazendo um tom sobre tom de azuis, ou marrom com bege, por exemplo.
A monocromia usa a mesma cor com poucas variações. Como um degradê da mesma cor.

Tom
Variação de uma mesma cor.
Ex: azul claro, azul marinho e ciano.

Cor
É a gradação do espectro obtido pela decomposição da luz branca e notado pelo olho humano.
Ex: verde, branco, amarelo ou vermelho.

10
mar
2019
Dia de todas mulheres Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda

Mesmo a mais linda das mulheres tem alguma parte do corpo que não a agrada.
É uma atitude tipicamente feminina em qualquer silhueta.
Parece fazer parte do DNA.
Por isto, o maior sucesso de Coco Chanel foi ter criado roupas favorecedores para a maioria dos formatos femininos.
Uma roupa, uma modelagem, uma cor ou comprimento podem ocasionar milagres ao visual.
Como uma ilusão de ótica.
Listei algumas queixas que em geral as mulheres reclamam e tentei através das roupas equilibrar a silhueta.
Mas a melhor vestimenta é sempre a autoconfiança.
Quando a gente acredita que está bem vestida, ganhamos uma personalidade mais confiante.
É automático.
Uma aparência aceitável faz qualquer pessoa se sentir melhor e faz com que as pessoas a tratem com mais respeito.
Se alguma parte do seu corpo está bloqueando sua autoestima a roupa pode libertar através das cores e modelagens que a moda propõe.
A maioria das mulheres já sabe o que lhe fica bem, mas para as que têm dúvidas, elaborei um guia com alguns truques baseados no que os olhos percebem e no que as roupas exibem.

Pequenos problemas, grandes soluções
Ombros estreitos
Encare
· Cavas americanas, regatas cavadas, decotes em “V”, enchimentos nos ombros, decote canoa, alças finas.
· Decote ombro a ombro, quadrado e coração.
· Mangas curtinhas ou volumosas.

Perigo
· Mangas raglan, cavas japonesas ou caídas.
· Gola afastadas do pescoço para os lados e rulê.
· Saias volumosas.
· Camiseta justa

Ombros grandes
Encare
· Alças largas, blusas quadradas, cava no lugar, decote de camiseta regata, manga raglan.
· Saias plissadas, godê ou com volumes.
· Casacos sem ombreiras.

Cintura alta
Encare
· Colares longos.
Perigo
· Decotes frente única, ombro a ombro, tomara-que-caia, cavas americanas, enchimentos e detalhes nos ombros.
· Calças ou saias acinturados, altas ou muito justas.
· Gargantilhas.

Busto Volumoso
Encare
· Sutiãs bem estruturados, malhas, camisas e paletós soltos, com modelagens que não acentuem o tamanho do busto.
· Decote “V” ou “U”, sempre longe do pescoço, alças largas, camisas e blusas desabotoadas até o permitido.
· Cavas confortáveis ou retas e amplas.
· Calças e saias de cintura baixa.
· Detalhes nos ombros.
· Ombreiras
· Gargantilhas choker
· Paletós traspassados
Perigo
· Peças justinhas ou acinturados, decotes muito fechados.
· Cintos largos, echarpes ou bijuterias na lapela.
· Saias justas ou muito volumosas.
· Colar volumoso ou botões extravagantes.

Busto pequeno
Encare
· Peças drapeadas, tomara-que-caia com barbatanas, sutiãs de armação que fazem o pequeno parecer maior.
· Cores e estampas arredondadas na área do busto.
· Listras diagonais
· Decotes em “v” e efeito envelope (transpassado)
Perigo
· Tops muito colados ao corpo.

Falta de cintura e barriguinha
Encare
· Ênfase nos ombros e quadris para criar a ilusão de uma cintura fina.
· Recortes que dão a impressão de afinar a silhueta.
· Tops bicolores com laterais mais escuras.
· Decote ombro a ombro e ombreiras.
· Cintos finos escuros ou claros marcando a cintura.
· Lenços, colares e detalhes na linha dos ombros.
· Casacos acinturados com abas ou lapelas de bolso que aumentam suavemente a linha dos quadris.
· Calças e saias de cintura baixa.
· Vestidos com corte abaixo do busto, saias mais curtas.
· Saias pregueadas ou plissadas.
· Detalhes na cabeça
Perigo
· Calças na cintura, saia de cintura alta.
· Detalhes de cor, listras, drapeados ou modelagens horizontais da cintura para cima.
· Barriguinha de fora, coletes e blusas que terminem na cintura.
· Blusas ou camisas por dentro do cós.
Bumbum reto
Encare
· Calças de cintura mais baixa, bolsos traseiros, cintos soltos nos quadris.
· Blusas amarradas abaixo da cintura.
· Saias evasê ou com volume.
· Saias curtas
· Saias com fendas na frente (tira a atenção das costas)
· Salto alto
· Bolsas pequenas
Perigo
· Roupas colantes ou casacos que cortam ou deixam as nádegas à mostra.
· Saias ou calças justas com blusas por dentro.
· Vestidos colantes.

Quadris largos
Encare
· Calças retas sem pregas e nem detalhes, soltas ao corpo afunilando suavemente em direção a bainha. Preferência para cores escuras.
· Saias mais longas e de corte enviesado. Blusas e túnicas que cubram os quadris.
· Malhas fininhas escuras ou neutras amarradas sobre os quadris.
· Decotes amplos, xales e colares importantes que atraiam o olhar para a parte de cima do corpo.
· Ombros e peças estruturas na parte superior do corpo.
Perigo
· Tops muito justos, cintura marcada, cintos destacados e saltos muito altos
· Cintura baixa, calça cargo, corsários, jeans e calças justas, especialmente em cores claras e branco.
· Fendas laterais, saias ajustadas, tecidos com elastano e comprimentos acima do joelho.
· Drapeado ou contrastes de cor na altura dos quadris.

Pernas curtas
Encare
· A linha adequada é vertical: cortes, listras, aberturas. Tudo o que alongue o corpo.
· Roupas soltas, calças justas ou retas bem compridas.
· Vestidos ou saia curta, longas enviesadas e sem volume, shorts.
· Sapato de salto, plataformas delicadas.
· Detalhes acima da linha da cintura. Pode exagerar um pouco para chamar o olhar para cima.

Perigo
· Calça corsário, leggings e bermudões.
· Cintura baixa.
· Saias e calças volumosas.
· Bainhas sobrando nas calças ou viradas.
· Sapatilhas.

Pernas finas
Encare
· Peças amarradas (tipo canga), drapeados, estampas.
· Saias mais longas retas ou evasê.
· Calças em tecido firme com modelagem próxima das pernas.
· Jeans ajustado.
Perigo
· Peças superiores volumosas, que destaquem as pernas.
· Calças amplas ou curtas em tecidos molengos.
· Mini saia e meias escuras ou coloridas.

Pernas grossas e culotes
Encare
· Linhas verticais, cortes evasê, pregas e listras (dão um bom resultado para esta silhueta).
· Jogue com cores. A parte de baixo sempre mais escura que a de cima.
· Saias longas, pantalonas, calças afuniladas, plissados retos, vestidos tubo.
· Vestidos e casacos levemente acinturados, bermudões, calças estilo masculino.
· Cintura mais baixa, cintos finos de destaque.
· Valorize seios e colo.

Perigo
· Vestidos cortado na cintura ou justos, malhas e tecidos colantes.
· Calça fuso, leggings, montaria (a não ser usadas com blazer, casacos ou camisas para fora). Bainhas sobrando ou viradas.
· Roupa íntima apertada
· Sapatos muito delicados, em desarmonia com o peso das pernas.

Tornozelo grosso
Encare
· Quanto mais pesado for o sapato, menor vai parecer o tamanho do tornozelo.
· Aposte nas plataformas, botas e meias escuras com qualquer sapato.
Perigo
· Sandálias delicadas com tiras no tornozelo ou de amarrar nas pernas.
· Comprimento mídi.

Ilustrações Xico Gonçalves

08
mar
2019