• Cicero leva estilo da The Paradise à papelaria

    Nesta primavera, as flores ganham mais espaço nas capas da Cicero. Para a linha especial de cadernos Floral Hype, a...

    Leia mais

  • Bela Gil traz palha de buriti para nova coleção com o Cantão

    Apresentadora, chef de cozinha natural e escritora, Bela Gil está de volta à moda. Depois de uma primeira coleção cápsula...

    Leia mais

  • O tenis com plataforma dos anos 90 voltou agora a nova versão é Ugly Sneakers

    Quem não se lembra dos exageros da moda nos anos 90 ? O antigo tênis plataforma ,voltou com força total...

    Leia mais

  • O salto de bola é um dos maiores hits do momento

    O salto de bolas de madeira é um dos maiores hits do street style desde que Jacquemus trouxe o modelo...

    Leia mais

  • A aposta do suíço Kévin Germanier na sustentabilidade

    Enquanto estava cursando moda na Central Saint Martins, Kévin Germanier usava de lençóis a sobras de tecidos dos colegas como...

    Leia mais

Preenchimento de Glúteos Por Jéssica Zarro
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Beleza, Bem-Estar

É desejo de muitas brasileiras aumentar e enrijecer os glúteos ( A Preferência Nacional ), mas até onde esse desejo as levam ???
No caso da bancária Lilian Calixto o desfecho não poderia ter sido mais drástico. O produto nela utilizado, foi o Polimetilmetacrilato, derivado do acrílico, que causa uma reação granulomatosa e inflamatória no local da aplicação. Normalmente esse produto acarreta complicações muito tardias, após 5 ou até 10 anos, como formação de nódulos, alteração na pigmentação da pele e hipervascularização.
As complicações agudas mais comuns são infecção, necrose e embolia ( como no caso da vítima).
Algumas marcas desse produto são sim liberadas pela ANVISA, porém o uso de nenhum tipo de preenchedor deve ser em grande quantidade.
No meu consultório o único preenchedor utilizado são os de ácido hialurônico. E sempre mostro as pacientes o produto sendo aberto.
Fique sempre atenta ao que estão colocando mo seu corpo!!!
Produtos bons custam caro mesmo! 01 ml de ácido hialurônico chega a custar 100% mais caro que 01ml de metacrilato.
No caso do aumento da região glútea, as opções mais seguras seriam as próteses de silicone( que estão com formatos cada vez mais naturais), ou a lipoenxertia, ou seja, usar a gordura da própria paciente . O único profissional apto para realizar ambos procedimentos é o Cirurgião Plástico.

20
jul
2018
Por que consumir alimentos orgânicos? Por Jessica Zarro
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Bem-Estar

Os alimentos orgânicos são aqueles que utilizam, em todos seus processos de produção, técnicas que respeitam o meio ambiente e visam a qualidade do alimento.
São mais saudáveis e saborosos, pois são livres de agrotóxicos, hormônios e outros produtos químicos.
Na agricultura (produção de frutas, legumes e verduras) utilizam-se apenas sistemas naturais para combater pragas e fertilizar o solo. E ainda usam-se sistemas de responsabilidade social, principalmente na valorização da mão de obra.
Na produção de carnes e ovos orgânicos, os animais são criados sem a aplicação de antibióticos, hormônios e anabolizantes. Que quando são consumidos por nós seres humanos por muito tempo, são muito prejudiciais a saúde.
Infelizmente o Brasil é o país que mais usa agrotóxicos no mundo!!!
A única desvantagem dos alimentos orgânicos, é que ainda são muito mais caros do que os alimentos convencionais, já que são produzidos em menos escala e os custos de produção ainda são maiores. Porém com o aumento dessa produção, futuramente os preços ficarão mais baixos .
Enquanto os preços não diminuem, segue uma dica preciosa para diminuir os níveis de agrotóxicos de frutas, legumes e verduras:
A Regra do 5211 :
Colocar os alimentos que serão consumidos num recipiente com 5ml de tintura de iodo 2%, em 1 litro de água potável, e deixar de molho por 1 hora, tampado com um pano e deixar no escuro para não oxidar o iodo.
Espero que ajude 😉

04
jul
2018
Tapioca Engorda? por Jessica Zarro
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Bem-Estar, Gastronomia

A resposta é SIM!!! A farinha de tapioca é um carboidrato simples, assim como a farinha de trigo ( mais comumente utilizada na fabricação de massas e pães) , contendo as mesmas quantidades energéticas. Sua única vantagem é não conter o famoso glúten.
A farinha de tapioca ainda é um alimento pobre em fibras, e o teor de fibras está diretamente ligado a saciedade, além de definir a velocidade que este carboidrato será assimilado.
Quanto mais fibras um alimento tem, por mais tempo o indivíduo se sentirá satisfeito após consumi-lo, além das fibras auxiliarem no funcionamento intestinal.
Logo é um erro grave de quem pretende emagrecer, trocar o pão pela tapioca, e ainda recheá-la com queijos processados, embutidos e chocolate.
A tapioca é um alimento com alto índice e carga glicêmica, que causará picos de insulina, atrapalhando o processo de emagrecimento.
Uma forma de diminuir a carga glicêmica desse alimento é misturá-lo com ovos e fazer a chamada crepioca.
Conclusão : não existe alimento perfeito, o que existe é bom senso para desenvolver boas estratégias alimentares.

Receitinha de Crepioca:
1 ovo para 3 colheres de sopa rasas de farinha de tapioca
Cubinhos de queijo minas padrão lacfree
Tomate cereja picadinho
Sal e orégano a gosto
Bater tudo com um garfo e despejar em uma frigideira antiaderente, e deixar dourar dos 2 lados.
Fica uma delícia!! Espero que gostem 😉

26
jun
2018