• Inauguração do Novo Complexo de Cinemas no Rio Design Barra

    — O Rio Design Barra inaugurou nesta terça- feira(18/06) seu novo complexo de cinemas, operado pela rede Cinépolis . O...

    Leia mais

  • Empresária e sócia-fundadora do Circuito Elegante, Priscila Bentes, lança livro na Livraria da Travessa de Ipanema.

    Empresária e sócia-fundadora do Circuito Elegante, Priscila Bentes lançou, nessa segunda-feira (17/06), seu livro “Can@lha.com”, na Livraria da Travessa de...

    Leia mais

  • Vanderbilt, socialite e modelo morre aos 95 anos

    Ela morreu em casa ao lado da família e de amigos, de acordo com o filho Anderson Cooper, âncora da...

    Leia mais

  • Wymann recicla sua história Por Paula Bedran

    Quem conhece Raquel Wymann, não imagina que ela é suíça (Raquel mudou para o Brasil há apenas dez anos e...

    Leia mais

  • A arte da superação

    A história de Abyner Gomez, de 23 anos, que começou a desenhar aos quatro anos Filho mais velho de um...

    Leia mais

The Paradise & Vida Livre
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Moda

A The Paradise e o Instituto Vida Livre se uniram para criar uma coleção-cápsula para o verão 2019, The Paradise & Vida Livre, a partir das pinturas de Roched Seba inspiradas nos animais silvestres brasileiros, que são parte do trabalho do Instituto nos últimos anos.

A coleção será lançada nesta quinta-feira, 31 de janeiro, na boutique The Paradise em Ipanema, no Rio de Janeiro. Todo o lucro obtido com a vendas das peças será revertido para o trabalho de reabilitação e soltura desenvolvido pelo Instituto com animais silvestres vítimas do tráfico de fauna no Rio de Janeiro. A coleção reproduz a estampa em sete versões: vestido, caftan, camisa, calça, bermuda e panneau.

O Instituto Vida Livre, dirigido por Roched, é uma organização não governamental sem fins lucrativos, que nasceu da paixão e devoção de pessoas que se uniram para transformar as histórias de milhares de animais brasileiros. Nascendo também da paixão à liberdade como conceito criativo, está a The Paradise que é uma marca carioca conduzida com o amor e parceria de Patrick Doering e Thomaz Azulay, que apostam e se inspiram na exuberância do Rio de Janeiro para criar uma linguagem única e exclusiva que traz a qualidade e identidade para se vestir livre!

“Esse é um manifesto exuberante pelos nossos animais, partindo da linguagem da arte e da moda para aumentar a voz de uma luta conjunta por todas as nossas liberdades”, afirma Thomaz Azulay sobre a coleção. Para o lançamento e divulgação da coleção, foram clicados patronos e apoiadores que participam de forma gratuita do trabalho desenvolvido pelo Instituto Vida Livre. Entre esses estão Ney Matogrosso, Alice Caymmi, Betty Prado, Thamy Sol, Paula Braun, Tainá Müller, Jonathan Azevedo e Giovanna Lancelotti que foram clicados no Monumento Natural do Pão de Açúcar, gerido pelo Bondinho que é apoiador e patrono do Instituto e que será uma área de soltura de animais silvestres, aumentando ainda mais a voz e a força de trabalho por uma Vida Livre no Rio de Janeiro.
O lançamento foi hoje na Boutique The Paradise; Rua Garcia D’Ávila 173, loja H, Ipanema

Fotos: Chico Chechiaro

31
jan
2019
A jornalista Liliana Rodriguez comemora aniversário cercada por amigas
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Eventos

Liliana Rodriguez recebeu.100 amigas na CASA CAMOLESE no Jockey Clube da Cidade. Turma animada dançando e cantando com o sax de Guilherme Vianna.Espumante geladérrimo e mesa de doces de tirar todas da dieta .tudo orquestrado pela amigona, ela de novo Renata Fraga
Fotos Sebastião Marinho

31
jan
2019
Tendências masculinas para o inverno 2020 Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda

Janeiro é o mês de lançamentos da moda masculina outono inverno no hemisfério norte.
As principais capitais da moda propõem novas pautas para o sisudo figurino dos homens.
Da criatividade intensa em Londres à atração de Paris pelo luxo da velha escola, esta temporada masculina está sendo considerada pela mídia internacional como um dos melhores espetáculos que a indústria já mostrou.
Neste mundo hostil e instável, a mensagem das passarelas é para um homem que precisa, mais do que nunca, se “proteger” e criar uma “couraça” para enfrentar as adversidades.
Cabeças mascaradas ou protegidas por chapéus envolventes e ameaçadores- alguns lembrando um capacete militar da Primeira Guerra Mundial, ou um colete à prova de balas na Dior avistam um homem no meio do perigo, mas sensível ao belo e com espaço para o lúdico, o luminoso, o divertido ou simplesmente o nobre, como as faixas de seda da Dior envolvendo paletós.
Claro que as imagens ousadas mostradas nestes shows de moda são meticulosamente extravagantes, e aparentemente só funcionam nos ​​modelos de quase dois metros de altura que vestem os lançamentos.
Mas entre o escandaloso e o irreverente, um punhado de estilos servem de inspiração para as roupas do mundo real.
Embora possam demorar alguns meses até estas tendências aportarem nas lojas, quem gosta de moda quer saber o que vem a seguir.
E sempre tem coisas novas.
Nesta temporada rolou um mix de streetwear, punk e industrial e muitas colab espertas com empresas poderosas.
O quente do frio -As principais propostas
O utilitarismo
Calças de vinil, jeans cheios de recortes, pochetes, estampa de cobra, tie-dye e parkasutilitárias fazem o visual do “raver high-tech” numa pegada bem urbana.
A inspiração vem do quadro “Indústria de Detroit”, do pintor mexicano Diego Rivera, onde os operários de linhas de produção vestem uniformes com mobilidade e conforto.
Lenços Harry Potter
O cachecol wrap-around grandão se enrolou em todas as passarelas da moda masculina nesta temporada e com uma tendência maciça de estolas em malhas à la Lenny Kravitz, algumas “superdimensionadas”.
Ultra grossos, maciços, e parecendo ter sido tricotadas pelas vovós, a grande tendência de acessórios para o outono inverno parecem os lenços imensamente grandes de Harry Potter.
Recorrente nas passarelas da temporada estes panos envolvem até ternos clássicos, como um item inegável de elegância.
Puffer Doudoune
Se tem algo que as grifes de luxo concordam atende pelo nome de doudoune.
Pintou tipo jaqueta, sobretudo, colete, calça e até na alfaiataria.
A jaqueta puffer, doudoune ou puff jacket em inglês virou o statement da temporada.
Esta jaqueta, criada na década de 1930 pelo americano Eddie Bauer para os praticantes de esportes na neve, é um tipo de casaco robusto confeccionado em material sintético, geralmente em Nylon, com forro, e sua maior característica são os gomos formados pela costura externa.
Bolsos extragrandes
Tendência de múltiplos bolsos, empilhados em calças cargo ou costurados em uma jaqueta em detalhes gigantes.
Militarismo chique
Referências militares são clássicas e praticamente não saem das listas de tendências masculinas.
Desta vez apareceram mescladas ao streetwear, sem o peso das batalhas ou das trincheiras.
É urbano, elegante e divertido.
Ozzy Osbourne e Michael Jackson
Trench coats (e calças) de couro preto – não muito foscas, nem muito brilhantes – em quase todos os espetáculos, lembrando o figurino de OzzyOsborne .
Dos casacos de estilo existencialista parisiense em Celine, aos elegantes Macs (trench coat) da Louis Vuitton, se comprar apenas um item na próxima temporada, invista em um casaco de couro preto.
Também do rock a inspiração Michael Jackson que trouxe meias brancas e até a luva brilhante do astro no show da Balmain.
Ternos denim
Jeans combinadas com jeans.
Desde que Justin Timberlake e Britney Spears usaram conjuntos em jeans há 15 anos, o double denim, também conhecido como “Canadian Tuxedo”, está de volta
A maioria da alfaiataria foi cortada em denim, ao invés de flanela.
Coordenar uns dois tons de jeans no visual é mega moderno.
Jaquetas oversize
Superdimensionados, grandonas mesmo, em estilo sixty, completas com muitos bolsos e sempre combinando com jeans slim.
Trench Coats superdimensionado
A tendência do trench coat grandão entrou em cena desde a primeira coleção de Riccardo Tisci para a Burberry na última temporada, quando o designer mostrou uma série de mudanças do estilo clássico.
Um casaco que foi originalmente projetado para proteger os soldados dos elementos naturais e também sobreviver nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, virou item de moda para ser levado sobre camisetas e jeans, sem nenhuma afetação.
Nas passarelas em Paris, o visual chegou ao auge, com trench coats descolados na maioria das pistas, em tons suaves em Louis Vuitton e Valentino, ou no visual de luxo na Dior.
Terno
O terno, em todo o seu esplendor, regressa à ribalta.
Amplo e importante, na maratona da moda masculina, este clássico foi multiplicado. Um refresco após a overdose do streetwear e sportswear das temporadas anteriores.
Calças de pernas largonas ou diferentes em cada lado
As calças também ganharam amplitude.
Entre os inúmeros modelos de calças vestidos nas passarelas, o modelo amplo com um ligeiro ar vintage, remetendo aos anos 1940, se mostra importante no guarda-roupa masculino atual. Quase todos os estilistas adotaram as calças amplas.
Desde as grandes marcas como Dior e Louis Vuitton aos nomes mais emergentes da moda.
Visto pela primeira vez durante a temporada de primavera de 1926 de Mark Weston para Dunhill, as calças largas retornam a moda.
Projetada para criar uma ruptura nas modelagens slim, as big pants andaram por todas as passarelas.
Até mesmo a Fendi mostrou uma série de calças de lã estilo anos 1970 – em tons extremamente suaves e zíperes na panturrilha.
Dois em Um
Nas passarelas mais irreverentes apareceu uma seleção de calças e paletós com laterais ou pernas em tecidos diferentes.
Uma nova abordagem para os ternos cinzentos clássicos, inspirados em Frankenstein (por isto usando tecidos diferentes), mostrados já há algumas temporadas na Balenciaga,
Esta tendência chamada de “dois em um” brinca com casacos ou calças confeccionadas em cores ou materiais diferenciados de cada lado das peças, e seduziram designers como a Fendi, Off-White, Balmain, entre outros.
As cinturas das calças subiram para valer e nas novas propostas a camisa e as camisetas vestem por dentro do cós para destacar a cintura e lindos cintos.
Listras laterais também enfeitam muitas modelagens.
Mirts (Homens de saias para você)
Os designers de moda masculina optaram por um cilindro singular de tecido, também conhecido como uma saia para homens.
Ou, neste caso, um “mirt”, como a moda está chamando.
Terno preto
O terno preto passou imbatível em todas as passarelas.
Criados no passado para eventos fúnebres, desfilou levemente mafioso na concepção de Hedi Slimane na Dior Homme.
Na Versace uma série de ternos pretos impecavelmente cortados pareciam prontos para o uso do Don-Corel.
Os melhores ternos pretos desfilaram na Dior, decorados com faixas estilo alta costura.
Estampa de leopardo
É, homem também gosta de animal print.
A estampa de leopardo é surpreendentemente versátil.
Embora possa parecer um pouco ousado, é na verdade um padrão muito neutro que complementa a maioria dos tons de pele e funciona bem com outras cores.
Para o inverno 2019, o leopardo gritou em toda parte – desde o brilhante até peles felpudas.
Conforto Acolhedor
Silhuetas extragrandes e camadas do casulo do corpo, proporcionando proteção contra o clima de inverno.
Tudo tem sobreposição.
Botas pretas
Apareceram em todas coleções.
Das chiques e pesadas, as botas robustas e vários estilos de cowboy trazem o calçado preto oficialmente de volta
Cores moda masculina inverno 2019/20
Taupe
E tom do momento. Muito chique já chegou as ruas no hemisfério norte por ser um tom bem versátil.
É um cinza pardo e foi visto a exaustão no desfile da Louis Vuiton assinada por Virgil Abloh
Digamos que é o contrário do Greige, que é um marrom com toques de cinza.
Neon
Essa nova iteração da tendência é sobre o uso de várias peças de néon coloridas – um pacote de marcadores.
Começou em Milão, confirmou em Paris. Meio mundo apostou nos tons acesos, elétricos, vibrantes.
Na Louis Vuitton, a referência apareceu em bolsas que acendiam.
O outono / inverno de 2019 tem tudo a ver com estas matizes de marcadores neon, em verde e rosa, laranja e amarelo elétrico.
Print Tie-Dye
As tinturas Tie-Dye adotam uma abordagem mais refinada nos efeitos, com sutis difusões aquosas e suavizado através de efeitos com uma abordagem de “padrão de repetição”, em vez da clássica aparência all-over.
Estampa floral
Já presentes na temporada passada, elas seguem como estampa favorita dos homens e cobriram, em versão multicolorida, todo tipo de peça.


29
jan
2019
1 2 3 16