• Personagem principal Por Xico Gonçalves

    Os lançamentos para o verão 2019/20 estão repletos de vestidos Quando o mix das peças separadas mostra sinais de desgaste,...

    Leia mais

  • Jantar em prol das Ongs Arcah e Brasil que dá certo

    Era 19h30 quando glamurettes começaram a chegar na Casa Fasano, no Itaim, na terça- feira (13/11). O motivo que os...

    Leia mais

  • Denise Grassi celebra mais uma primavera na companhia de 100 amigas

    A designer de jóias Denise Grassi celebrou, na noite de ontem (13/11), mais uma primavera na companhia de 100 amigas...

    Leia mais

  • Influencers no Tour de Customomização Damyller

    O tour de customização da gigante dos jeans Damyller chegou ao Rio de Janeiro com evento na Barra da Tijuca...

    Leia mais

  • Sheron Menezes Prestigia Aniversario Marcelo Hicho -na Barra

    Para celebrar  seu aniversário e 30 anos de carreira, Marcelo Hicho abriu as portas de sua casa na Barra da...

    Leia mais

Monte Carlo apresenta coleção Harry Potter
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

A Jolie Monte Carlo lança na próxima terça-feira, dia 31, sua coleção Harry Potter.

Tradicional joalheria brasileira, fundada em 1981, a Monte Carlo tem a Jolie como sua linha exclusiva de charms.

Serão 13 charms de Harry Potter, desenvolvidos em prata, vidro e esmalte com inspiração nos personagens, feitiços e objetos mágicos.

Resultado de um licenciamento com a Warner Bros, os charms trazem as iniciais de Harry Potter, o próprio bruxinho jogando quadribol, o brasão das casas, o chapéu falante, a plataforma do trem mágico, o Pomo de Ouro, as relíquias da morte, o Vira-Tempo, as cores da Grifinória e os feitiços Expecto Patronum, Expelliarmus e Wingardium Leviosa. Estarão à venda nas mais de 40 lojas da Monte Carlo e no e-commerce.


30
jul
2018
DIA DO COLÁGENO NA CLINICA LEEV WELL
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Beleza

Bate papo sobre o assunto rendeu dicas valiosas

para o cuidado com a pele

Uma das formas de melhorar a estrutura, firmeza e elasticidade da pele são através do colágeno. A partir dos 30 anos de idade a nossa produção de colágeno começa a cair, e aos 50 nosso corpo produz apenas 33% do colágeno necessário. No dia 26 de julho é comemorado o dia dos Avós, e por isso a clínica Leev Well, sob a coordenação da Dra. Jéssica Jarro, localizada na Av. Olegário Maciel, 366, na Barra da Tijuca, preparou uma programação especial, o Dia do Colágeno, com um bate papo descontraído sobre a importância desta proteína no corpo e seus benefícios para a pele.

Na ocasião, a Dra. Jéssica Jarro, realizou uma palestra explicativa falando sobre vários assuntos, por exemplo, como repor o colágeno perdido, através do procedimento de Sculptra que é um é um bio estimulador de colágeno, composto por ácido poli-Láctico, uma substância totalmente absorvível pelo nosso organismo. O tratamento tem como função restaurar e melhorar a flacidez e o contorno facial.

Artistas e socialites marcaram presença no evento, como atriz Guta Stresser, que está em Malhação, Aymara Limma, premiada internacionalmente que volta ao Brasil para relançar o curta “Incondicional”, após temporada nos Estados Unidos, dentre outras. O evento ainda contou com coquetel de boas-vindas, exposição das semijoias finas e joias em prata da Momento de Luxo, comidinhas veganas, e para completar degustação da nova água mineral Hay Up, com ph 9,75 alcalina, essencial para o equilíbrio da acidez do sangue com boas resenhas para se cuidar e manter-se jovial.

“A deficiência de colágeno causa flacidez, desidratação e perda de elasticidade da pele, diminuição da espessura do fio capilar, os músculos ficam mais flácidos, os ligamentos e articulações perdem elasticidade e a densidade óssea diminui. O desgaste do colágeno ao longo do tempo é acelerado por radicais livres, que são os subprodutos tóxicos das células danificadas, causado por má alimentação, sol em excesso, poluição, tabagismo, uso de álcool, estresse e envelhecimento causado pelo declínio hormonal,” foi uma de suas falas durante o bate-papo com a mulherada, da Dra. Jéssica Zarro.
Fotos Vera Donato

30
jul
2018
A volta da pochete e como usar hoje Por Xico Gonçalves
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Símbolo do mau-gosto até pouco tempo, as bolsinhas de cintura pochete voltaram em versões coloridas, metalizadas, estampadas e matérias primas de luxo.
A pochete, batizada modernamente de “belt bag” ou “fanny pack”, apareceu nas cinturas em coleções de várias grifes.
Foi mega famosa nos anos 1980/90 e repentinamente passou a ser símbolo do brega.
Que a moda é cíclica todo mundo sabe.
É só reparar na quantidade de vezes que os estilistas recorrem a sucessos do passado para criar suas coleções atuais.
Muitas peças consideradas cafonas foram ressuscitadas pelas marcas mais influentes e ganharam sobrevida graças a esse ciclo da moda.
Agora é a vez da pochete.

A pochete existe há mais de 500 anos
Não há como negar a praticidade deste acessório, que apesar de um pequeno acessório, guarda uma longa história.
No século XII os “modernos” já vestiam pochetes.
Bolsas retangulares eram presas aos cintos e usadas por homens e mulheres.
Um trecho da descrição do cronista florentino Giovanni Villani (1280-1348) prova a existência da peça.
“Nesses tempos as gentes começaram a mudar de hábitos e roupas desmesuradamente. (…) começaram a usar roupas apertadas à moda catalã, colares e bolsinhas na cintura, e na cabeça, a vestir chapéus sobre o capuz. (…)”
Nesta época a pochete, ainda chamada de pockets, se tornou um acessório de moda e começou a ser mais elaborada e enfeitada.
No século XIII a peça ganhou um up grade e foi rebatizada de chatelâines (nome francês, alias, pochete, que vem de pochette, também é francês).
A nova versão tinha correntes de prata e era usada para carregar objetos práticos e de valor, já com status e valor fashion.

Mania de você
Na década de 1980 e 1990 a pochete viralizou.
Em muitas cores e materiais, todo mundo usava, até se transformar em acessório brega.
Diferente de uma roupa que apenas sai de moda e vai para o fundo do armário, a pochete foi banida com estardalhaço.
Depois de muitas décadas de bulling, as coleções atuais e ruas descoladas trouxeram o acessório à cena.
Esse acessório sempre traz um diferencial a mais para o visual, pois foge do senso comum e exige atitude para usar.

Acessório it
A pochete é solução ideal para mulher “on the go”, que tem uma agenda busy e não tem tempo a perder e nem quer ter preocupações do tipo: onde eu deixei minha bolsa?
A peça foi ressuscitada com a onda esportiva que tomou o mundo fashion na temporada de verão 2014, quando a passarela de alta-costura da Chanel foi invadida por pochetes e outros itens inspirados no sportswear.
Foi proposta também do estilista Alexander Wang que juntou o utilitarismo presente na sua coleção à praticidade de se carregar tudo em uma bolsa acoplada à cintura.
Desde então, o acessório apareceu em marcas influentes como a Gucci e Dior, confirmando a tendência.
A badalada etiqueta americana Supreme criou pochetes desejo para a Louis Vuitton e para a marca própria.
Adote já
· Use enviesada no corpo com a bolsa na frente ou nas costas.
· O acessório é super útil para deixar as mãos e braços livres, além de forçar a carregar estritamente o necessário para sair.
· Quem ainda não está convencida, escolha um modelo pequeno e em cor neutra, como preta ou marrom.
· Qualquer bolsa pode virar pochete, é só ser pequena e estruturada
· Invista em modelos clean, não tão volumosos ou com materiais esportivos.
· Combina com jeans, shorts e até vestidos

Uma bolsa pequena também pode virar pochete
Se você não pretende investir em uma pochete, porque não comprar uma bolsa que também pode virar pochete?
Essa é, com certeza, a melhor solução para quem está em dúvida em aderir essa tendência.
Talvez você até tenha uma bolsa em casa que pode transformar em pochete.
Qualquer bolsa pequena e que tenha como ser amarrada na cintura pode se transformar em pochete.



30
jul
2018