• Cicero leva estilo da The Paradise à papelaria

    Nesta primavera, as flores ganham mais espaço nas capas da Cicero. Para a linha especial de cadernos Floral Hype, a...

    Leia mais

  • Bela Gil traz palha de buriti para nova coleção com o Cantão

    Apresentadora, chef de cozinha natural e escritora, Bela Gil está de volta à moda. Depois de uma primeira coleção cápsula...

    Leia mais

  • O tenis com plataforma dos anos 90 voltou agora a nova versão é Ugly Sneakers

    Quem não se lembra dos exageros da moda nos anos 90 ? O antigo tênis plataforma ,voltou com força total...

    Leia mais

  • O salto de bola é um dos maiores hits do momento

    O salto de bolas de madeira é um dos maiores hits do street style desde que Jacquemus trouxe o modelo...

    Leia mais

  • A aposta do suíço Kévin Germanier na sustentabilidade

    Enquanto estava cursando moda na Central Saint Martins, Kévin Germanier usava de lençóis a sobras de tecidos dos colegas como...

    Leia mais

JOIAS DO BALLET’ VOLTA AO THEATRO MUNICIPAL EM AGOSTO COM PREÇOS POPULARES
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Cultura

Recebido com entusiasmo de crítica e aplausos calorosos do público, o espetáculo Joias do Ballet, que inaugurou a temporada de dança 2018 do Theatro Municipal, em junho, volta à cena, nos dias 03, 04 e 05 de agosto. Desta vez as apresentações terão ingressos populares, a partir de R$10. A ideia é dar continuidade ao programa de popularização das artes clássicas, uma das metas do presidente do TMRJ, Fernando Bicudo: “Arte não é só para quem pode. É para quem quer”- diz ele.

O espetáculo Joias do Ballet reúne três obras de célebres coreógrafos russos criadas na efervescente passagem entre os séculos XIX e XX. Compõem o programa as obras: Le Spectre de la Rose, coreografia de Michel Fokine e música Carl Maria von Weber, Les Sylphides, também coreografada por Fokine com música de Frédéric Chopin, e Raymonda, coreografia de Marius Petipa e música de Alexander Glazunov. Além do Ballet do TMRJ, dirigido por Ana Botafogo e Cecília Kerche, a montagem conta com a presença da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, sob a regência de Jésus Figueiredo e tem participação de alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa.

A primeira peça do programa, Le Spectre de la Rose, foi especialmente concebida para que o jovem Nijinsky mostrasse todo o virtuosismo e o brilho de seu talento particular. A estreia em 1911, no Grand Theatre de Monte Carlo, Mônaco, teve sucesso imediato e o pequeno balé se tornou uma das produções mais amadas do repertório russo.

A segunda obra do programa, Les Sylphides, é um balé curto de oito movimentos, ambientado num parque à luz da lua onde espíritos alados dançam com um poeta. Nessa sua criação, que estreou em 1909, no Théâtre du Châtelet Michel, Paris, Fokine presta homenagem aos velhos tempos do academicismo romântico.

Ambientado na Idade Média, Raymonda conta a história de uma jovem que espera o retorno de seu noivo das Cruzadas. Ela desperta a paixão de um cavaleiro oriental, mas no último momento o noivo retorna e derrota seu rival em duelo. Aí começam os preparativos para a festa de casamento. Desse balé, um clássico do espírito russo exibido pela primeira vez em 1898, no Teatro Maryinski em São Petersburgo, Rússia, o BTM apresenta o terceiro e último ato – pas d’Hangrois.

Ana Botafogo e Cecilia Kerche, diretoras do Ballet do Theatro Municipal, sintetizam assim a ideia desse programa: Joias do Ballet apresenta algumas dos célebres clássicos do repertório mundial, trazendo à cena os grandes coreógrafos russos Fokine e Petipa.
O THEATRO MUNICIPAL É VINCULADO À SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO RIO DE JANEIRO

JOIAS DO BALLET

Corpo de Baile do Theatro Municipal

Direção Ana Botafogo e Cecilia Kerche

Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Regência Jésus Figueiredo

PROGRAMA
Le Spectre de la Rose
Invitation à la Waltz, para piano, com orquestração de Hector Berlioz
Música Carl Maria Von Weber
Coreografia Michel Fokine
Cenário e Figurinos Léon Bakst
Libreto Jean Louis Vaudoyer, baseado no poema de Theophile Gautier
Remontagem Tatiana Leskova
Elenco
Cicero Gomes, Alef Albert
Jovem: Deborah Ribeiro e Priscila Albuquerque

Les Sylphides
Música Frédéric Chopin
Orquestração William McDermott
Coreografia Michel Fokine
Cenários e Figurinos Alexandre Benois
Remontagem Tatiana Leskova
Elenco
Mazurka: Claudia Mota ou Renata Tubarão
O Jovem: Filipe Moreira ou Diego Lima ou Paulo Muniz

Raymonda
Música Alexander Glazunov
Libreto Yuri Grigorovitch d’après Lídia Pashkova
Coreografia Yuri Grigorovich d’après Marius Petipa e Alexander Gorsky
Remontagem Galina Kravchenko
Elenco
Raymonda: Claudia Mota ou Juliana Valadão
Jean de Brienne: Cícero Gomes ou Alef Albert

APRESENTAÇÕES:

03 DE AGOSTO – 19h30
04 DE AGOSTO -19h30

05 DE AGOSTO- 17h

25
jul
2018
Victorinox lança o relógio edição limitada I.N.O.X. Carbon
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Moda

A Victorinox traz ao Brasil o relógio I.N.O.X. Carbon Limited Edition, produzido somente em 1.200 exemplares para todo o mundo. Com a pulseira elaborada com corda Paracord laranja – a cor que indica mundialmente segurança e prevenção ao perigo – esse modelo é sinônimo de exclusividade, resistência e alta tecnologia, sempre presentes no DNA da marca.

Com apenas 30 unidades à venda no país, o I.N.O.X. Carbon Limited Edition é 50% mais leve e cinco vezes mais resistente que o aço, e possui caixa mate de 43 mm modelada em carbono testada no espaço, altamente resistente a arranhões. Conta com um bumper exclusivo com lanterna USB recarregável e removível, mostrador na cor verde estilo camuflagem com a hora militar impressa em vermelho sob o cristal de safira com triplo acabamento antirreflexo e movimento a quartzo Ronda 715 Swiss Made.

A pulseira é um destaque à parte: a corda Paracord é elaborada em nylon multicamadas de alta resistência, material usado tradicionalmente como linha de suspensão de paraquedas com ponto de ruptura de 250 kg. Com a lanterna que permite guiar os seus passos à noite e a luz estroboscópica para você ser localizado em caso de perigo, esse lançamento Victorinox é perfeito para quem gosta de aventuras.

Apresentado em uma caixa à prova de impactos, a edição limitada traz também uma pulseira adicional verde em borracha e o canivete Spartan Victorinox Camuflado.

25
jul
2018
Nannacay apresenta coleção JAI
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Moda

A missão da Nannacay de buscar continuamente novas mãos criativas em comunidades de artesãos traduz-se na nova coleção que carrega o título de Jai, uma localidade na Índia. Para essa estação a marca traz novas técnicas e materiais, como a toquilla, que refletem as tradições e culturas das regiões onde está alocada a mão de obra criativa da grife comandada por Marcia Kemp. Apesar do curto tempo de vida, a Nannacay já despertou o interesse do mercado internacional. A jovem marca tem showroom fixo em Nova York e está presente em multimarcas internacionais de peso, entre elas Moda Operandi, Revolve, Sacks, Net-a-Porter e Intermix, Bergdof Goodman, Bloomingdales, Selfridges, Harvey Nichols além de já ter desenvolvido produtos para a J.Crew. No último ano a marca inaugurou seu primeiro ponto de vendas próprio, no Rio de Janeiro, de onde Marcia Kemp comanda toda a estrutura espalhada pela América do Sul. Batizado de Studio Store, o rooftop no Leblon abriga setores financeiros, loja e ainda uma equipe de customização, além do estoque que segue para todos os cantos do mundo. E esse é só mais um passo para a Nannacay, que tem o desejo de estender seu potencial transformador para outros países, capacitar e sustentar mais mulheres e expandir sua expertise gerando mudanças positivas pelo planeta. www.nannacay.com

25
jul
2018