• A Madeirado agora é Carioca

    Ontem ( 23/05)a Madeirado , maior loja de móveis de madeira maciça do Brasil, em plena expansão inaugurou sua primeira...

    Leia mais

  • Diesel arma uma festa de lançamento do novo smartwatch pilotada por Rafael Zulu

    No dia 21.05, terça-feira, a Diesel armou uma festa de lançamento de seu novo smartwatch pilotada pelo embaixador da marca...

    Leia mais

  • MIL E UMA UTILIDADES Por Xico Gonçalves

    CAMISA A camisa realmente é tudo. É a conexão de vários mundos, um consenso de se vestir elegantemente e ainda...

    Leia mais

  • Tarde de Estilo e Doação

    Ontem 16/05) foi dia de juntar forças em prol da Ong One By One , eu e Marta Isaksen convidamos...

    Leia mais

  • Rio Design Leblon Inaugura Exposição de Fotos

    O Rio Design Leblon comemorou nesta quarta-feira a inauguração da mostra de fotos do projeto Trends, com o tema Novos...

    Leia mais

3 marcas cariocas de slow fashion que você precisa conhecer Por Paula Bedran
Postado por Nina Kauffmann - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

Ainda existe uma certa confusão sobre o conceito de slow fashion para os não-adeptos a esta prática. Para que fique claro, não é um movimento e nem uma moda, e sim um sistema de produção, e que vai obviamente na total contra-mão do conhecido fast fashion. O slow fashion “preza pela diversidade, prioriza o local em relação ao global, promove consciência socioambiental, contribui para a confiança entre produtores e consumidores, pratica preços reais que incorporam custos sociais e ecológicos e mantém sua produção entre pequena e média escalas”, conforme o portal E-Cycle, site de notícias relativas à sustentabilidade, e foi cunhado em Londres em 2014 pela jornalista de moda Angela Murrills, da revista online Georgia Straight.
Creio que não há dúvida quanto a propensão do Rio de Janeiro para este tipo de prática, pois o carioca já vive o tal Slow lifestyle. Quantas garotas já não vi por aí que têm suas próprias costureiras de bairro, fazem suas próprias roupas, outras que venderam o carro para abrir uma marca com algum propósito que não seja apenas vender. Seguem três marcas de slow fashion de três cariocas descoladas e conscientes que você precisa conhecer:
Ahka Store
Kaka Dias, de apenas 24 anos, trabalhava na Bazzah, e-commerce carioca de neo-marcas formado quase somente por jovens, quando decidiu que era hora de seguir seu próprio sonho e montar uma marca que tivesse a sua cara. Isso foi no ano passado e não havia dúvidas de que seria um sucesso. A marca tem peças clean porém delicadas e femininas, como vestidos mídi, saias de babado e pantacourts em tecidos leves como moletom, malha e crepe, bastante propícios ao verão eterno do Rio. Por coleção, são feitas poucas ou uma estampa apenas, e até nesse quesito, a marca acerta em cheio. São estampas minimalistas como formiguinhas em p&b ou formas geométricas, as mais recentes feitas em parceria com a Studio Pows, uma estamparia de outra carioca tão bacana quanto Kaká.

MAPA
Carioca, radicada em Londres Mariana Langlands trabalhou por 3 anos na marca da família, a tradicional K&T em Ipanema, antes de se mudar para Londres, aonde mora há 9 anos. Após um mestrado em Fashion Business e experiências em algumas marcas europeias, em dezembro do ano passado, Mariana decidiu que era hora de alçar vôo solo: criou a MAPA, uma marca inspirada no eterno verão carioca mas com um ar de sofisticação que só se encontra em Londres. São peças modernas, sofisticadas, atemporais e que evitam seguir as tendências do momento, ou seja, ideais para mulheres que gostam de viajar e, modéstia à parte, adoram estar impecáveis em cada momento da viagem. Apesar de continuar vivendo em Londres, Mariana fabrica suas peças no Brasil e vem ao país com bastante frequência para realizar eventos da marca e supervisionar a produção. Por enquanto as peças estão disponíveis na multimarcas Pinga em São Paulo e por whatsapp, mas já para a próxima coleção estarão disponíveis no e-commerce da marca www.mapa-ldnrio.com
Mabô Rio
Mãe e filha unidas jamais serão vencidas. Essa é a base da Mabô, marca despojada e despretensiosa de Hilmara Botti, junto com sua filha Manuella Botti. A Mabô é uma marca que tem desde kaftans que viram vestidos de noite, saias envelope e outras peças de tecidos leves quanto jaquetas jeans e outras peças bordadas, todas pensadas para irem da praia ao jantar e a maioria ornamentada com trabalhos manuais, para que as peças se tornem duradouras e atemporais, e não descartáveis. A preocupação com a sustentabilidade se dá também nas sacolinhas da marca, que são pequenas sacolas de feira à la antigamente, e cuida para, ao invés de vender moda, vender um lifestyle “cool” e sem excessos. E viva o slow fashion!

12
jul
2018