• Tiffany&Co presente no Casa Cor 2017

    A Tiffany & Co estará presente no Casa Cor Rio que inaugura sua edição 2017 , na próxima terça , 24/10 no Aqwa , prédio projetado pelo icônico arquiteto Norman...

    Leia mais

  • Moda Infantil Delivery- DonaMaleta por Monique Leite

    Olá manhês, Vcs já ouviram falar em moda infantil delivery? Dia desses conheci um serviço muito bacana que chegou aqui em casa através de uma maleta recheada de roupinhas personalizadas...

    Leia mais

  • Meu aniversário no Le Club – Vogue Square

    Meu aniversário foi comemorado , nesta terça-feira (10), no badalado Le Club no Vogue Square na Barra da Tijuca, reuniu muitos amigos queridos. O evento tinha como tema “Caribe Chic”...

    Leia mais

  • 100 anos do Clássico Tank de Cartier

    De Jackie Kennedy e Princess Diana a Michelle Obama. De Clark Gable, Fred Astaire a Andy Warhol. Celebra 100 anos , agora em outubro de 2017. Warhol dizia que não...

    Leia mais

  • Review: base Miracle Cushion da Lâncome Por Layla da Fonseca

    Acho que nunca trouxe um review pra vocês aqui, né!? Só que hoje, podem ter certeza que vão sentir que toda a espera valeu a pena! Bora? Ganhei essa base...

    Leia mais

Joalheiros que você precisa conhecer
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Destaques, Moda, Novidades

MABO Store

_MG_2071

Marcella Leite é a criadora e responsável pela MABO, marca de joias que tem feito sucesso nas redes socias, não só pelas suas peças requintadas e muito criativas, mas também pelo maravilhoso Instagram de sua criadora, que é recheado de fotos de viagens incríveis que vão de Nordeste brasileiro a mochilões pela Ásia e África! O que a MABO tem de mais interessante são as formas simples e super cleans misturadas a lindas pedras brutas lapidadas de forma um pouco mais grosseira, além de joias para partes inusitadas do corpo, tudo feito com muito bom gosto!

Vale citar que a marca tem preços super acessíveis, mais barata que muita bijuteria prepotente que não tem um terço da criatividade, inovação e/ou da qualidade!

_MG_1911

Marcella estudava arquitetura mas não sentia nenhuma conexão com o curso, foi em uma dessas crises que a gente joga tudo pro alto, que decidiu estudar design de produto na PUC-Rio. Acabou se encantando pelo design de jóias em uma aula optativa do curso, design de adornos pessoais com a conhecida professora Irina Aragão! Mais tarde entrou no curso de ourivesaria do espaço Rita Santos e lá começou a materializar suas criações.

A marca MABO surgiu da vontade de desenvolver joias que pudessem despertar a busca pela liberdade de ser e sentir. Pedras brutas que carregam significados somados a um design contemporâneo, de formas simples e geométricas, proporcionam essa experiência sensorial e levam o usuário a vivenciar um novo olhar sobre o hábito de adornar-se.

_MG_2020

 

A MABO é uma marca voltada para o público jovem, mulheres contemporâneas que buscam diferenciar-se através de roupas e acessórios e vêem a moda como um meio de expressão. Elas procuram um produto de qualidade que ao mesmo tempo combine forma e função. Marcella trabalha com prata 950 e pedras em estado bruto e lapidadas, como piritas, drusas, quartzo, ágatas, entre outras.

A prata garante um produto de maior qualidade e durablidade e a mistura das formas simples integradas as pedras fazem a conexão entre o leve e o bruto. Mas a marca permanece em constante busca de materiais e conceitos.

_MG_2292
A inspiração vêm da arquitetura dos lugares por onde Marcella passa ,formas orgânicas que fascinam,viagens culturais onde conheça diferentes grupos étnicos, também pode vir do próprio material que pretende manipular ou até da parte do corpo que deseja adornar. Seu moleskine está sempre na bolsa para qualquer observação ou inspiração repentina e muitas vezes é a partir desses rabiscos que começa a desenhar a peça.

Todo o processo de produção das peças é feito artesanalmente através de técnicas de ourivesaria, também utiliza técnicas de fundição e atualmente está trabalhando em novos projetos feitos a partir do processo de prototipagem rápida, impressão3D. Suas refererências no Brasil são: Antonio Bernardo e Animale jóias por Cláudia Jatahy,gosta muito da contemporaneidade das peças e das formas geométricas, muito exploradas em ambas as marcas. Já as referências internacionais: Jacquie Aiche por sua leveza sensual e também pela busca por enfatizar a beleza natural feminina. A MABO almeja ser uma marca que faça parte da vida das mulheres no Brasil e no exterior, a partir de um design consciente que seja capaz de materializar formas e valores diferenciados.

_MG_2233

Onde encontrar: www.mabostore.com.br
Fanpage: https://www.facebook.com/mabostorebr
Instagram: http://instagram.com/mabostore


Estilheiras por Ana Bolshaw, Letícia Guimarães e Patrícia Costalonga

Patrícia Costalonda_peça2
 
A marca tem um design super clássico e ao mesmo tempo diferentes do que vemos por aí.A história das meninas começou na bancada de produção das peças de joias, elas fazem aula com o mesmo professor e dividiam o mesmo espaço de trabalho e as mesmas ferramentas, se encontravam toda semana entre um horário e outro de aulas e, durante uma conversa nos intervalos, levantaram a ideia de trabalhar juntas.

As três tinham muita vontade de criar, cada uma tinha seu estilo próprio e estavam juntas no mesmo barco como iniciantes no mundo joalheiro e queriam muito divulgar seu trabalho. Foi aí que pensaram em formar a “Estilheiras”, esse “trio independente”, que é formado por três designers de joias, três marcas distintas e uma variedade de opções de adornos. Como cada uma acredita no trabalho da outra e deseja o sucesso de cada uma, a sintonia é garantida!

Letícia e Patrícia também descobriram sua paixão na PUC, na disciplina Design de Adornos pessoais, pela qual quase nenhum aluno de design passa  indiferente!
Já Ana é formada em cinema e atualmente cursa uma segunda graduação em design, porém seu interesse na área de joias vem do seu avô, que trabalhava com pedras no Rio Grande do Norte e assim aprendeu ourivesaria. Depois dele, sua mãe também criou peças quando era jovem mas acabou seguindo por outro caminho. As três juntas possuem estilos e visões diferentes e juntas formam uma potência!
Suas inspirações vem de diferentes lugares: do dia a dia, coisas que veem na rua, de suas diferentes atividades e técnicas que aprenderam e é claro, também através de muita pesquisa de imagens.Letícia Guimarães_peça2
Elas trabalhavam lado a lado na banca no atelier do professor Leonardo De Aguiar e claro que têm a liberdade para dar opiniões ou sugerir alguma coisa no trabalho da outra, mas todas produzem livremente e de forma autônoma. O que as liga é o espaço de trabalho,e claro o desejo pelo sucesso umas das outras!Ana Bolshaw_peça1
As referências estéticas são ecléticas, pois cada uma tem seu estilo. Mas alguns nomes são de forte influência para elas: René Lalique, Hervé Van Der Straeten, Lorenz Baumer, Monica Pondé, Antonio Bernardo e também o professor mentor das meninas,  Leonardo De AguiarPatrícia Costalonga_peça1
O material base é a prata 950, mas muitas vezes elas aliam outros materiais como vidro, resina, cobre, pedras brasileiras. Elas adoram desenhar e projetar as peças, ilustrando com lápis e papel o que querem criar,  as vezes fazem as peças de forma rápida e despreocupada em outro material, como um mockup, apenas para testar forma e caimento. Assim depois podemos refazer detalhadamente em prata e não gastar o material sem antes ver a viabilidade.
As meninas não costumam fazer coleções, trabalham mais com peças pontuais!
Também não definem um público alvo, a princípio criam peças apenas femininas, mas não descartam a possibilidade de criar adornos masculinos no futuro.Ana Bolshaw_peça2Onde encontrar: https://www.facebook.com/estilheiras
Instagram – http://instagram.com/estilheiras
Emails de contato (encomendas) –anabolshaw@gmail.com , leticiaguimaraesjoias@gmail.com , patcostalonga@gmail.com
26
ago
2014
Variedade cabelo
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Beleza, Bem-Estar, Destaques, Novidades

Carolina Bittencourt é ruiva desde criancinha, pelo menos é assim que ela se sente, já que desde de 2003 assumiu a cor como sua!

10637933_808820092482761_240375349_n
Carol linda de noiva ostentando seus cachos ruivos.

Ela conta que demorou a entender a beleza dos cachos e chegou a fazer alguma dessas escovas da vida, até gostou do resultado mas ficou em uma sinuca de bico quandoa a raiz cresceu, porque se refizesse ,além de se tornar  escrava, acabaria de vez com os cachinhos, e ao mesmo tempo, se deixasse crescer o cabelo viraria um capacete.

Foi aí então que motivada pela mãe de uma amiga, foi ser “cobaia” do curso da Schwarzkopf de coloração para profissionais de salão. Como a Carol é praticamente da minha família, nessa época já nos conhecíamos e eu me lembro quando ela chegou na minha casa transformada, com um cabelo maravilhoso e eu, criança, fiquei enlouquecida querendo ser cobaia também a qualquer custo! Foi certamente uma grande descoberta, era tudo DE GRAÇA!

10602873_808819659149471_1703358192_n
No seu momento ruiva, porém contida no corte!

Lá, Carol descobriu que o seu tom natural é o 5 (sim, existe uma escala) e como queria um cabelo “vermelho natural”, mas não muito claro, subiu apenas um tom na escala e pintou com a igora royal 6.7, com oxigenada de 20 volumes, depois que o escritório da Schwarzkopf se mudou para São Paulo ela manteve a tintura em casa, e assim foi por muitos anos, até o dia em que não a encontrou para comprar e arrisquou um tom 7.7, um loiro acobreado, também igora royal. Como a vida não é perfeita, houve o dia em que não havia nem uma, nem outra, aí foi a vez de entrar em cena a mistura mais perfeita de todos os tempos: 7.4 e 7.46, com ox de 30, da majirel, linha profissional da l’oreal. Segundo ela foi a cor mais linda que já teve, um laranjinha super natural.

E, hoje, mais uma pedra no caminho da sua ruivice, a l’oreal tirou a 7.46 de linha e por isso usa a 7.4 mesmo com ox de 30. Nossa, ela entende mesmo de cor de tinta, sabe tudo de cor! Bom, toda essa tintarada,  por ter o pigmento vermelho, desbota em 2 semanas, o que a obriga a retocar todo mês, castigando  bastante os cachinhos, que são naturalmente mais ressecados que um cabelo liso!

Então não tem jeito: para ser cacheada e ruiva, é preciso gastar dinheiro, por isso não abre mão de usar a máscara da linha Penetraitt, da Sebastian (sou fã dessa linha!). Ela mesma compra o produto em lojas especializadas e  aplica em casa. Para ela vale o investimento, porque aplica apenas de 15 em 15 dias e como os cabelos são curtos, dura bastante!  “É um produto bárbaro, deixa o cabelo macio, sedoso e só leva 3 minutos. e quando tenho um algum evento, tasco ele antes de secar! hahaha”

Penetraitt

Fora isso, ela lava o cabelo diariamente (mesmo sabendo que não é o ideal, não consegue sair de casa sem lavar) e usa um leave-in, variando as marcas. Gosta, por exemplo, do shampoo e do condicionador Catwalk by TIGI Curlesque, considera caro, mas acha vale a pena, pois os cachos ficam definidinhos. Também dessa linha usa o leave-in, a quantidade necessária é pouca, então mais uma vez vale o investimento.

E finalmente, uma luz no fim do túnel da falência em nome de fios bem cuidados: uma marca bem em conta que descobriu há pouco tempo é a Lola. Usa a linha Creoula, para cabelos crepos e cacheados, custa cerca de 20 reais o shampoo, 22 reais o condicionador e 29 o leave-in. T, super em conta né?? Outra opção ainda mais barata que ela jura deixar o cabelo incrível por duas semanas, pelo menos, é o shampoo e o condicionador Elseve da linha Óleo extraordinário E por fim, outro produto que ama de paixão, mesmo sem entender exatamente o que ele faz, é a máscara em Spray sem enxague Uniq One, segundo as informações da embalagem: repara os cabelos secos e danificados, controla o frizz, aumenta o brilho, além de ter um cheirinho muito bom.

10627504_808819905816113_773607584_oNessa foto dá para ver bem como os fios da Carol são bem cuidados, super brilhosos, ela também não tem frizz, coisa mais que rara entre as cacheadas, me dá até uma certa raivinha….

179649_537826812915425_214762845_n
Como ela se tornou ruiva antes da era câmera digital e smartphones, não tem mais fotos de seu cabelo original de fábrica, só essa criancinha mesmo. Mas já dá para entender que sua cor natural é bem diferente da de hoje não é?

Com a Carol podemos aprender que é possível ter uma cor de cabelo eterna, que seja a sua cara e combine mais com a sua pele, rosto e estilo do que aquela com a qual você nasceu. Além disso ela é mais uma prova de quanto um cabelo cacheado pode ser lindo e moderno, afinal ela ostenta um corte geométrico, coisa que muita gente acredita ser exclusividade das madeixas lisas!

Acho que outra lição importante é: você pode aprender a cuidar os seus fios em casa, hoje em dia é a própria Carol que pinta os cabelos, diz que fica melhor do que no salão, mas que só consegue por causa do corte curto. Porém quando for fazer uma mudança radical, faça como ela e procure ume excelente profissional, que tenha sido muito bem recomendado. Deixe para se aventurar em casa depois de ter adquirido muuuuuita experiência, aliás tem gente que nem vivendo 100 anos consegue dar conta do recado sozinho, então tenha em mente que cabelo colorido requer investimento de tempo e dinheiro, ou então é melhor não inventar!

10611983_808820072482763_1648847715_o

21
ago
2014
Urban Decay Pulp Fiction Pallette
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Beleza, Destaques, Novidades

A Urban Decay é a responsável pelas paletas mais disputadas do mundo da beleza, leia-se Nakeds 1,2,3(e ainda tem a versão basics, só de tons mate), antes disso já produzia o primer de olhos mais queridinho das blogueiras. Ou seja, sombras são, definitivamente, sua especialidade!
Untitled-1Pois para a nossa alegria e tristeza de nossas carteiras, a marca lançará em setembro(na gringa, sem data ainda para o lançamento no Brasil) a paleta de sombras Pulp Fiction, inspirada na poderosa e elegante Mia Wallace, personagem vivida por Uma Thurman.

kinopoisk.ru

A paleta marca os 20 anos de um dos filmes mais épicos da história do cinema. Se você ainda não assistiu, pare tudo o que está fazendo e ligue o NetFlix!

As cores trazem a possibilidade de reproduzir a maquiagem de Mia, caracterizada por um côncavo marrom bem esfumado, um delineado fininho bem rente aos cílios, sombra bege na pálpebra móvel e um iluminado abaixo da sobrancelha. A paleta custa 34 dólares nas Sephoras americanas!

20
ago
2014