• Farm desfila coleção de fantasias pelo bairro de São Cristóvão

    Chegou a notícia fashion mais esperada do Carnaval! A Farm desfilou as famosas – e super desejadas – fantasias para os dias de folia no seu Abre Alas, que rolou...

    Leia mais

  • Inspiração de Make para o Carnaval

    Oi gente !!! Animadas para o Carnaval ? Neste finde já vão sair alguns blocos na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro . Fiz uma seleção de makes...

    Leia mais

  • Em crescimento, mercado de beleza masculina aposta na Barbaterapia como novidade para 2018

    O mercado de beleza masculina está em alta e não faltam produtos e procedimentos para agradar os homens que gostam de manter a pele, a barba e os cabelos bem...

    Leia mais

  • Daniel Geller o top fotógrafo dos Joalheiros

    A fotografia me hipnotizou pela primeira vez quando eu tinha onze anos e vi uma foto do meu pai, jogando xadrez com ele mesmo, em um simples truque de dupla...

    Leia mais

  • Os Golden Globes e as Jóias

    Os Golden Globes e as Joias No ultimo domingo na festa dos Golden Globes , as mulheres tomaram conta do premio. Todas usaram preto em solidariedade ao movimento contra o...

    Leia mais

Le Parc Lumière
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Cultura, Destaques

Você conhece a casa Daros? É uma linda casa em Botafogo, próxima ao Rio Sul, que já foi uma roda dos desvalidos e mais tarde sede do Colégio Anglo Americano. O lugar passou por muitos anos de reforma e foi transformado em um museu com infra-estrutura digna de Europa. Eu ainda não conhece o MAR, mas até o momento a Casa Daros é, sem dúvidas, o melhor espaço para exposições que eu conheço no Rio de Janeiro. Além de uma belíssima arquitetura que já valeria a visita, a casa possui um cômodo de exposição fixa, lá podemos ver fotos, objetos, textos e lembranças da história do prédio. Também há um café delicioso, um restaurante bem elegante que possui, inclusive, um menu orgânico e a grata surpresa no final: a melhor loja de museu que já vi no Brasil. Com atendentes super bem preparados, uma bela gama de livros de arte e a preços não absurdos, inclusive um acervo infantil  de empolgar qualquer um.

E é lá que está acontecendo uma das exposições mais interessantes no circuito carioca: Le Parc Lumière é uma exposição cinética criada pelo argentino Julio Le Parc, são trinta instalações luminosas e para receber a exposição as paredes da casa foram pintadas de preto.

JulioLeParc_Lumieres

Ao chegar você é instruído a permanecer um tempo em um cômodo de meia luz para acostumar os olhos ao ambiente escuro, a sala seguinte já é um completo breu, exceto pela obra. Trata-se de uma exposição completamente sensorial, em alguns casos é possível interagir coma a obra, apertar botões que apagam ou acendem as luzes, há também um labirinto de espelhos muito interessante e de onde você sai completamente zonzo, mas vale a pena.
0cdb7d637e79ebdaa558cee111fe9bc5

Na quarta-feira a entrada é gratuita, todos os outros dias custa R$ 12 a inteira. A exposição permanece no local até o dia 23 de Fevereiro e está aberta de quarta a sábado de 11-19h e sábados e domingos até às 18h.

Rua General Severiano 159, Botafogo, tel: (21)21380850

 

30
jan
2014
Grammys
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Destaques, Eventos, Moda

E mais uma temporada de red carpet é iniciada, o Grammy contou com atrações ótimas como o show de Beyoncé e Jay Z, Lorde e a maravilhosa apresentação do Daft Punk com Stevie Wonder. Mas no quesito tapete vermelho, deixou muito a desejar, muitos looks comuns e sem graça e quem ousou, no geral, errou feio!

slide_333879_3360214_free
A deusa Beyoncé foi de Michael Costello, o corpo, cabelo e maquiagem estavam impecáveis, já a roupa…. Ninguém aguenta mais tanto tule cor da pele, além disso dava para ver o sutiã através do vestido!

slide_333879_3359990_free
Taylor Swift foi de Gucci, que apesar de metalizado,  era discreto. Taylor ficou um pouco sem sal não acham? Poderia ter feito um penteado mais interessante!

slide_333879_3360475_free
Lorde trocou de roupa durante a primiação, mas definitivamente não estava ¨Royal¨, o vestido da foto é Balenciaga e e não valorizou em nada seu quadril.

slide_333879_3359929_free
Katy Perry usou um , recém saído, vestido de notas musicais alta costura Valentino. Esse vestido era simplesmente um sonho na passarela, Katy, como sempre, usou de um jeito brincalhão, confesso que achei divertido, ela estava belíssima!

slide_333879_3359942_free
Ariana Grande estava linda de Dolce & Gabanna, mas poderia ter dispensado as meias e escolhido uma sandália aberta para um ar mais jovem, um coque bem cheio também teria caído bem!

slide_333879_3360169_free
E Zendaya Coleman, com este pavoroso look Ungaro? Esta não está sendo das temporadas mais inspiradoras, não é mesmo?

28
jan
2014
Haute Couture II
Postado por Martha Maximiano - Categorias: Destaques, Moda

Continuando a falar dos desfiles de Couture(afinal há muito o que dizer), hoje trazemos alguns comentários sobre os desfiles mais conceituais da temporada:

A Maison Martin Margiela trouxe um desfile com fortes referências étnicas, tecidos mais estáticos e roupas armadas, muitas peças que nos lembravam diferentes trajes tribais africanos, quimonos e florais

Margiela 1
As cores e estampas fortes foram o destaque da coleção, conjuntos florais, bordados muito coloridos e trabalhados e o colorido sobre preto.
margiela2
A estampa geométrica se diferenciou das outras grandes e muito fortes, o corselet assimétrico é uma das peças que se destaca.Houve dois looks em que as partes de cima eram trompe d´oeil de tatuagens, vestidos retos também estiveram muito presentes.
margiela3
O Casacão com cara de tapeçaria, estampa de pintura e mangas metalizadas foi uma das peças mais  fortes do desfile, que foi encerrado por um tubo longo de seda preta, acompanhado por adornos de olhos e grandes cílios no braço.

Já Viktor & Rolf trouxeram, como sempre, um espetáculo de bailarinas adentrando à passarela em suas sapatilhas de pontas.

v&R1
Foi um desfile completamente harmônico, as roupas dialogavam muito bem umas com as outras e a referência ao balé não poderia ser mais clara. Também abusaram de trompe d´oeil.
V&R2

25
jan
2014
1 2 3 5